DISCURSO DIRECTO é um projeto de informação local, tendo como desiderato servir os interesses da região de Arouca, Vale de Cambra e Castelo de Paiva e dar voz a todos os concidadãos.

 O DISCURSO DIRECTO assenta a sua informação no pluralismo de ideias, opiniões atividades e situações. 

O DISCURSO DIRECTO não estabelece hierarquias prévias nas suas opções editoriais, dando voz a todas as pessoas, instituições e sectores de atividade.

 O DISCURSO DIRECTO lutará por uma opinião pública esclarecida, interveniente e reivindicativa. 

O DISCURSO DIRECTO tem como vetor essencial da sua intervenção jornalística o desenvolvimento local. 

O DISCURSO DIRECTO será independente de pessoas, instituições e dos diversos poderes públicos e privados.

 O DISCURSO DIRECTO promoverá o debate dos grandes temas e assuntos de Arouca, Vale de Cambra, Castelo de Paiva e da região. 

O DISCURSO DIRECTO promoverá a comunicação entre as várias comunidades no país e no mundo apoiando as suas associações. 

O DISCURSO DIRECTO pautará a sua informação por critérios de rigor, isenção e profissionalismo, proteção das fontes e respeito do princípio do contraditório. 

O DISCURSO DIRECTO respeitará a vida privada dos cidadãos e não aceitará conteúdos com expressões grosseiras e insultuosas que ponham em causa o bom nome dos leitores.

 O DISCURSO DIRECTO dará espaço informativo relevante a todas as freguesias dos municípios sem descriminações e privilégios. 

O DISCURSO DIRECTO demarcará de forma clara o espaço publicitário do espaço informativo. 

O DISCURSO DIRECTO subordina – se à deontologia da Comunicação Social, cumpre a Lei de Imprensa, respeita as normas do Estatuto do Jornalista e observa as orientações definidas neste Estatuto Editorial.