A Rede Social de Castelo de Paiva vai promover, a poucas semanas do Natal, uma campanha de recolha de bens alimentares nos dias 26 e 27, junto de alguns supermercados do concelho, com o objetivo de ajudar os agregados familiares mais desfavorecidos, para assegurar mínimos de sobrevivência, nesta que é uma ação solidária.

Esta campanha surgiu no âmbito da vontade dos professores de Religião e Moral, sendo garantida a colaboração do Agrupamento Vertical de Escolas de Castelo de Paiva, que disponibilizam estes dias alunos voluntários para garantir as recolhas nas lojas do Minipreço, Super Douro e Intermarché, de acordo com as regras definidas pela Rede Concelhia de Emergência Alimentar.

A autarquia paivense tem em funcionamento, através da Loja Social, que apoia mais de 120 agregados familiares do concelho, sendo possível neste período que atravessam, estando com um custo de vida mais elevado, ao fazerem chegar bens alimentares a um maior número de pessoas e famílias, que passam dificuldades, especialmente as que são economicamente mais vulneráveis.

A recolha privilegia, entre os produtos necessários, o leite, bolachas, açúcar, farinha, sal, azeite, óleo, manteiga, arroz, massas, conservas e outros produtos enlatados, sendo, no entanto, que cada doação será sempre bem-vinda.

A Rede Social de Castelo de Paiva apela à colaboração de todos nesta ação de solidariedade, onde incentivam uma maior oferta de doações, procurando assim, ajudar a debelar carências que ainda se evidenciam no território municipal. Sendo certo que, existe uma maior preocupação na luta contra a pobreza, face aos constantes aumentos de preços e inflação que se tem sentido, sobretudo nas famílias mais carenciadas, que sofrem devido aos orçamentos familiares que não conseguem esticar face a este aumento.