Dezassete municípios da Área Metropolitana do Porto, juntamente com 400 vozes em palco estão envolvidas na segunda fase do projeto “Cor(p)o Metropolitano”. No dia 13 de setembro decorre o próximo ensaio dos coros de Arouca e Vale de Cambra que acontecerá no Centro Cultural de Macieira de Cambra, entre as 20h30 e as 22h30 (que serão em simultâneo com o coro de Arouca).

Cada um dos 17 coros que foram criados no ano passado, com os respetivos diretores artísticos, têm como objetivo a sua reativação. A construção de um grande espetáculo representativo e unificador da AMP, é o grande desafio, de modo a homenagear a história e também o património imaterial do território.

Para além destas datas, ocorrem ainda ensaios com os 17 coros, num local ainda por definir. Dia 2 de outubro está prevista a apresentação final que será no concelho de Espinho.

A iniciativa da Área Metropolitana do Porto (AMP), está inserida no programa Mater17. Encontra-se na segunda fase, onde levou à criação de 17 performances artísticas no ano passado, de modo a envolver comunidades dos 17 municípios da AMP.

Trata-se de um projeto muito importante que, de acordo com Mónica Seixas, Vereadora da Cultura, enche-se da “maior importância para a expressão cultural imaterial do território. Unidos somos mais e unidos sabemos que através destas interpretações conseguimos realçar a singularidade do património imaterial de cada um dos concelhos”.

A vereadora da autarquia valecambrense acrescenta ainda que “Vale de Cambra tem talento, tem matéria interessantíssima nesta área do canto, e é fundamental para a autarquia afirmar a sua singularidade e a sua riqueza nesta participação do Cor(p)o Metropolitano”.

Foto: ampmater17