A programação para a 23ª Feira do Vinho Verde, Gastronomia e Artesanato, já é conhecida, depois de dois anos de interrupção, a CM de Castelo de Paiva volta a promover um evento de nível nacional, que visa valorizar a produção vitícola do concelho, promovendo o produto agrícola mais conhecido e premiado da região, a par da afamada gastronomia e da beleza do seu artesanato.

Este ano contará com 80 espaços/expositores e muitas novidades ao nível do vinho verde, para além da habitual animação musical, que terá o seu ponto alto com as atuações dos diversos grupos musicais do concelho que, a par da constante animação de rua, vão atuar nos três dias deste evento municipal.

Milhares de visitantes são esperados em Castelo de Paiva no primeiro fim de semana de Julho, numa iniciativa que, para além de dar a conhecer os afamados vinhos de qualidade produzidos em Castelo de Paiva, com destaque para os premiados, vai contar com outras atividades paralelas, tais como a apresentação da excelente gastronomia paivense e doçaria tradicional, uma demonstração do artesanato local, tudo estruturado em três dias de grande animação, onde não vai faltar espetáculos musicais, bailaricos, o folclore local e a música tradicional portuguesa, para além de outras atrações que enriquecem o programa apresentado pela edilidade paivense.

Lá haverá a oportunidade de apreciar os vinhos dos produtores da Sub-Região do Paiva, muitos deles já premiados ao nível dos concursos da Comissão Regional de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes – CRVRVV, degustar a saborosa cozinha regional paivense, e ao mesmo tempo, ficar a conhecer a riqueza do trabalho dos artesãos do concelho. 

Depois da sessão solene e da cerimónia de abertura da feira, agendada para as 16 horas do dia 1 de Julho, e concretizada a habitual ronda pelas tasquinhas, restaurantes e expositores, o evento vai acolher as primeiras “provas de vinho” e as “jornadas gastronómicas ”, privilegiando-se pratos locais e as especialidades mais conhecidas da região, a par da doçaria tradicional do concelho e do fumeiro regional, para além de outras novidades.

No primeiro dia haverá Aromas do Verde e à noite atua o Rancho Folclórico de Castelo de Paiva, com animação de rua a cargo da street band Kamuf e do grupo de percussão Bomboémia, registando-se a realização de baile popular com o Grupo de Música Tradicional “ Amigos da Sexta “, seguindo-se um grande espetáculo musical com o Agrupamento Musical Kastelo Band no palco principal, que vai manter os resistentes a dançar pela madrugada fora.

Já no Sábado dia 2, a iniciativa arranca com o melhor da cozinha tradicional paivense a estar em evidência à hora do almoço, com tempo para as provas dos novos vinhos e espumantes da Sub-Região de Paiva, seguindo-se à tarde a iniciativa “ Aqui há Baile “ e atuação da “ Banda às Riscas “, realizando-se os Aromas do Verde, e durante a noite a atuação do Rancho Folclórico de S. Martinho e Rancho Folclórico de Bairros, assim como animação de rua com a presença do grupo “ Postas de Bacalhau “, acontecendo baile popular com a presença do agrupamento “ Colectivo Capela ”, terminando a jornada festiva com atuação da banda lusa-luxemburguesa de pop-rock, “ Cusca Maria  “, que se apresenta no palco principal pela madrugada fora.

No Domingo, dia 3 e último dia da feira, o evento abre com as habituais provas de vinhos e as jornadas gastronómicas que vão ser animadas com a presença do Rancho Folclórico da Senhora das Amoras e as Concertinas da Casa do Povo da Raiva, com a entrada a meio da tarde da conhecida Bandinha da Alegria, de Alcobaça, que vai percorrer o recinto da feira, a exemplo do grupo Os Amigos do Douro, sendo que Ricardo Ramalho vai animar, a partir das 22 horas, o convívio de encerramento, denominado como baile dos resistentes.

O presidente da CM, José Rocha, mostra-se satisfeito pela adesão conseguida, cerca de oito dezenas de expositores e faz questão de realçar a vontade e o empenhamento de todos para o engrandecimento deste evento que, na sua opinião, é uma referência nacional, atraindo milhares de visitantes, evidenciando-se o nosso potencial para projetar o município de Castelo de Paiva aos mais diversos níveis.

O evento ocorre no espaço do Largo do Conde, numa zona ampla e acolhedora, recentemente requalificada. Este convite para três dias de grande festa orienta-nos para o despertar de apetites e sabores, numa jornada de estratégia promocional, ajustada ao prestígio por todos reconhecido, dos excelentes vinhos da Sub-Região de Paiva, neste caso com o complemento das famosas iguarias paivenses, a justificar a vinda de milhares de visitantes a este certame, cada vez mais referenciado no panorama nacional.