Santo António foi evocado numa tarde de partilha e conhecimento

Cerca de 70 crianças, jovens e seniores do concelho de Vale de Cambra reuniram-se no passado dia dia 7 de junho, no Encontro Intergeracional “Á conversa com Santo António”.

Promovida pela Câmara Municipal de Vale de Cambra, através da Biblioteca Municipal, a iniciativa regressou assim, após dois anos de interregno, devido à pandemia, e integrou as Festas do Município e de Santo António que decorrem até dia 13 de junho.

“Uma interessante a animada moldura humana encheu na tarde desta terça-feira a sala polivalente da Biblioteca Municipal de Vale de Cambra para partilhar e testemunhar o culto a Santo António; partilhar com os mais jovens as tradições dos festejos ao Santo Padroeiro de Vale de Cambra, e reviver algumas práticas comuns que fazem parte do próprio património material e imaterial local relacionado com o Santo António”, adiantou o Município de Vale de Cambra ao nosso Jornal DD.

O Encontro Intergeracional teve como principal objetivo proporcionar a troca de experiências e conhecimentos entre gerações e colocou lado a lado a turma do 6.º C do Agrupamento de Escolas de Búzio, orientada pelas professoras Clara Almeida e Clara Nadais; o Centro de Educação Ambiental de Vale de Cambra; o Grupo “Lanche com Jesus” da freguesia vizinha de Carregosa (Oliveira de Azeméis) e as Comissões de Idosos do concelho cambrense.

“Num momento descontraído, pleno de emoções, memórias e bom humor, jovens e menos jovens reviveram e testemunharam como tem sido uma vida na terra em que Santo António é o Padroeiro com mais expressão nos Santos Populares.”

Do programa fez parte a encenação de uma entrevista com Santo António; a declamação do Poema “Santo António” de Fernando Pessoa; a distribuição de dois marcadores de livros alusivos à temática bem como testemunhos da participação e das vivências da comunidade nas tradicionais Festas de Santo António de Vale de Cambra. Neste caso em concreto o evento contou com a participação de letristas das Marchas Populares (realizadas anualmente em Vale de Cambra a 12 de junho), e daquele que foi durante muitos anos responsável pelo Fogo de Artifício (um momento marcante que ainda hoje é esperado com ansiedade por todos os festeiros).

Os participantes foram ainda surpreendidos pela encenação de uma marcha popular; pela oferta do sumo de sabugueiro e pelo responso a Santo António num ambiente em que não faltou o tradicional altar de Santo António, dando as boas-vindas ao que podia perfeitamente ter sido um arraial de cultura, tradição e alegria.

No final, todos os participantes visitaram a exposição “Símbolos da Fé Antoniana”, uma iniciativa cultural do Município e que está patente no jardim da Feira dos Ovos até ao final do mês de junho.