No passado dia 21 de maio, os atletas do Taekwondo Clube Paivense, André Jesus, Ricardo Moreira, Cristiano Moreira, Marisa Jesus e Rafael Pinto, assim como a equipa técnica Basília Pinho e Sérgio Tavares, estiveram presentes no VI Open Internacional Taekion das Canárias. Participaram em representação da Seleção de Portugal Taekwondo Norte, esta que é composta por 16 atletas e 6 treinadores de Taekwondo de equipas pertencentes à região norte de Portugal.

A prova realizou-se no pavilhão da Vila de Firgas, em Las Palmas, onde contou com a presença de mais de duas centenas de atletas de várias nacionalidades, distribuídos por 25 equipas em competição no total.

André Jesus, competiu na categoria de Cadetes -61kg , no entanto, acabou por perder na final contra o atleta espanhol Alejandro Escobar, ficando em 2ºlugar. Ricardo Moreira competiu na categoria Juniores -63kg, perdeu na meia final com o espanho Aday Delgado, acabando por ficar em 3ºlugar. Cristiano Moreira na categoria Sénior -74kg, competiu após 6 meses de paragem devido a uma lesão e perdeu na meia final contra o atleta português Francisco Mourato. Marisa Jesus também na categoria Sénior -73kg, conseguiu o primeiro lugar onde venceu contra a atleta portuguesa Raquel Ferreira na final. Por fim, Rafael Pinto na categoria Sénior também -68kg, lesionou-se durante a prova mas após uma reviravolta venceu o atleta Mohamed el Gharbaoui, ficando em 1ºlugar.

A competição teve o apoio pessoal e acompanhamento da Vereadora do pelouro do Desporto da Câmara Municipal, Liliana Vieira.

Basílio Pinho e Sérgio Tavares, responsáveis pelo Taekwondo Clube Paivense demonstraram-se satisfeitos com os resultados dos seus atletas evidenciando o esforço dos mesmos durante a competição, para que honrassem também o esforço de empresas, comércio e entidades que apoiaram financeiramente para ser possível a participação na prova internacional. Foram apenas 8 os pontos que distanciaram a equipa de Portugal Taekwondo Norte do 3ºlugar de prémio por equipas, no entanto, ficaram satisfeitos pelo “espirito de grupo e união que se verificou entre os atletas e treinadores que compunham a equipa da Portugal Taekwondo Norte”, refere a equipa.