Iniciativa decorre durante todo o mês de abril

A Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Arouca vai dinamizar uma série de atividades com o objetivo de alertar a população para a problemática dos maus tratos infantis, e apelar à sinalização de situações que coloquem em perigo crianças e jovens. As mesmas vão decorrer ao longo do mês de abril, mês internacionalmente dedicado à prevenção dos maus tratos na infância.

Neste seguimento, a CPCJ de Arouca efetuou uma visita a alguns estabelecimentos de ensino, distribuindo “Calendários dos Afetos”, a crianças do pré-escolar e lápis com contacto da linha de apoio da comissão aos alunos do 1º ano do ensino básico, numa ação que pretendeu a aproximação do público escolar a esta instituição. Tudo isto, tendo como propósito a promoção dos direitos de crianças e jovens nas várias freguesias do concelho,e o desenvolvimento de esforços para evitar situações que coloquem em risco a sua segurança, saúde e educação.

Na passada sexta-feira, dia 8 de abril, o polo Escolar do Burgo recebeu, pelas 21h00, a sessão “Educar para Amar”, com a psicóloga Inês Oliveira. Esta iniciativa vai ser realizada fruto da parceria com a Associação de Pais da Freguesia do Burgo, e o Agrupamento de Escolas de Arouca, tendo como finalidade apoiar os pais na educação, tal como familiarizar para o conceito de parentalidade consciente.

Ainda no âmbito da programação planeada para o mês de abril, vai ocorrer o Webinar “Miúdos e Ecrãs-guia prático de sobrevivência para pais”, com Rute Agulhas. Esta sessão vai ter transmissão em direto na página de Facebook do Município de Arouca a 27 de abril, pelas 21h00.

Comissão assinala 19 anos ao serviço das crianças e jovens de Arouca

O passado mês de março foi também de festa para CPCJ de Arouca, que comemorou o 19.º aniversário sobre a sua implementação no concelho. Para tal, foram dinamizadas algumas atividades de proximidade, sempre em contexto escolar, como a distribuição de material informativo, ou a promoção de sessões esclarecimento, online, acerca dos processos de intervenção preventiva das comissões de proteção de crianças e jovens. Numa vertente lúdica, o Polo Escolar de Fermedo recebeu ainda o “Jogo da Convenção dos Direitos da Criança”, numa adaptação ao tradicional “Jogo da Glória”, com objetivo de promoção aos princípios inscritos na Convenção sobre os Direitos da Criança, pela UNICEF.