Evento vai ocorrer na Biblioteca D. Domingos Pinho Brandão, no próximo dia 9 de abril.

Com o mote “o que mudou e o que aprendemos com 2 anos de pandemia?” o Círculo Cultura e Democracia organiza, no âmbito das “Conferências de Arouca”, no próximo dia 9 de abril, na Biblioteca D. Domingos Pinho Brandão, uma sessão de debate sobre o tema “Dois anos de pandemia- o que aprendemos? O que mudou?”.

“Há 2 anos atrás já tinha sido declarada a pandemia de covid-19, o país renovara o primeiro Estado de Emergência, e todos, na família, na escola, nas organizações, tivemos que nos adaptar vertiginosamente na forma como ensinamos, como trabalhamos, como socializamos, como consumimos, como vivemos. Passado este tempo, o que mudou, o que aprendemos, o que no fundo já sabíamos, e que transformações são desejáveis?”, introduziu a associação.

Nesta sessão vai ser dada particular atenção às transformações sociais e comportamentais, ao protagonismo da ciência, às alterações na saúde pública, na educação, no trabalho e na economia, provocadas ou aceleradas pela pandemia.

Vão ser convidados João Arriscado Nunes (Professor e Investigador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra), Amélia Rodrigues (Diretora do Agrupamento de Escolas de Arouca), António Alves (Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde Feira/Arouca) e Gisela Camisão (Vice-presidente da Associação Empresarial de Cambra e Arouca).

Depois das primeiras intervenções dos oradores, vai haver um período para questões e debate com o público presente.

Apesar de muitos aspetos que, forçosamente, vão ter que ficar de fora, com este debate pretende-se estimular uma troca de ideias sobre a sociedade “pós-pandemia “, tentando contribuir para uma maior consciencialização dos desafios colocados e, assim, para uma melhor capacidade de resposta coletiva.