Aproveitando o ensejo da reunião da Câmara se ter realizado em Mansores, no passado dia 2, o Vereador, do PSD, Vítor Carvalho, questionou a Presidente da Câmara sobre as acessibilidades naquela freguesia.

Este autarca do PSD, depois de lembrar que “em setembro de 2021, dias antes das eleições, mesmo em dias de chuva o executivo andou num corrupio no alcatroamento por todo o concelho, acontecendo o mesmo aqui na freguesia de Mansores”, perguntou a Margarida Belém “porque é que não conclui a intervenção que fez em Mansores, nomeadamente lugar da Avitureira e consequente ligação até ao lugar do Carvalhal (Tropeço), uma vez que esta se encontra num elevado estado de degradação, e é uma ligação importante da freguesia de Tropeço a Mansores e posterior ligação ao litoral. Mais, na ligação da Rua de Santo António à Rua da Liberdade foram deixados cerca de 25 m sem alcatrão, qual a razão?” – disse ainda a concluir.

Em resposta, Margarida Belém, retorquiu que “o seu executivo, a exemplo do anterior, trabalha todos os dias do ano”, esclarecendo também que, “estão identificadas as necessidades da freguesia cuja satisfação será atendida quando for oportuno, em articulação com a Junta de Freguesia”.

A intervenção da edil, tal como consta da respetiva ata, assinalou que “a Câmara coloca tapete nos locais que mostram necessidade dele, pelo que se ficaram 25 m por pavimentar foi apenas porque não se verificou ser necessário, o que demonstra o bom uso dos dinheiros públicos”. Foto: JFM