A Linha do Vouga é um troço ferroviário que atualmente liga Espinho a Sernada do Vouga, passando por Oliveira de Azeméis e Albergaria-a-Velha, e que, graças ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), vai chegar a Arouca. A informação foi confirmada ao nosso jornal pelo Ministério das Infraestruturas e da Habitação, que nos adiantou também que a linha tem sua passagem pelo concelho de Vale Cambra.

Com o ramal de Aveiro, esta ferrovia contínua de bitola métrica alcança os 98 km, ligando Espinho a Aveiro, a que acrescerá os 30,2 km desta nova via, que terá um custo previsto de 45 milhões de euros, e que inclui uma nova estação no centro da cidade de Vale de Cambra e na Vila de Arouca. Os Planos Diretores Municipais dos dois concelhos, que estão em processo de revisão, vão incluir o espaço canal para a construção desta nova infraestrutura e também as respetivas estações.

A abertura do concurso público para esta obra, que terá um prazo de execução de dois anos e meio, vai acontecer ainda no decorrer do mês de abril. Em paralelo toda a linha será modernizada passando para a bitola ibérica.

De referir que o PRR é um programa de aplicação nacional, com um período de execução até 2026, que vai implementar um conjunto de reformas e  investimentos destinados a repor o crescimento económico sustentado, após a pandemia, reforçando o objetivo de convergência com a Europa ao longo da próxima década.