Plano metropolitano para população mais desfavorecida na Área Metropolitana do Porto será implementado até 2025. Municípios com problemas semelhantes foram agrupados em seis lotes, um dos quais contempla Arouca e Vale de Cambra

Até ao final de 2025, a Área Metropolitana do Porto (AMP) vai investir 120 milhões de euros do Plano de Recuperação e Resiliência na implementação do Plano de Ação para as Comunidades Desfavorecidas. O montante será distribuído pelos 17 municípios, que, com problemáticas similares entre eles, foram agrupados em seis lotes.

Metade da verba destina-se à cultura, educação, economia local, emprego, saúde e dinamização social. A restante será para a regeneração do espaço público.

O lote centro-oriental, “onde a precariedade social e habitacional e os níveis de pobreza e exclusão social comprometem a coesão metropolitana”, e que integra Porto e Gondomar, receberá 24,6 milhões de euros.

Pelas “problemáticas ao nível das baixas qualificações, desemprego” e da população envelhecida, Santa Maria da Feira, S. João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Vale de Cambra e Arouca, que constituem o lote sul, recebem também 24,6 milhões de euros. Às comunidades piscatórias de Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim (lote litoral norte), destina-se um montante de 20,3 milhões de euros.

Outros lotes

O centro-sul (Gaia e Espinho), “um tecido urbano industrial e de serviços, com as vulnerabilidades a manifestarem-se nos níveis de desemprego e no emprego com baixas remunerações e nos baixos níveis de qualificação profissional” recebe 20,2 milhões de euros.

O interior norte (Maia, Santo Tirso e Trofa) terá 16,5 milhões para a valorização do ensino profissional e na formação ao longo da vida.

Para Paredes e Valongo (lote oriental), que convergem “na juventude populacional, nos níveis médios de escolaridade e qualificação profissional baixos e no emprego industrial, com impacto evidente nos rendimentos, registando ainda carências em matérias de cuidados e serviços”, definiu-se uma verba de 13 milhões de euros.