O AEA colocou em prática uma oficina de formação dirigida aos docentes do Pré-Escolar e 1ºCEB, inserida no Programa de Educação Estética e Artística (PEEA), ao qual este agrupamento aderiu.

A primeira ação de formação intitulada “Educação Artística-Uma abordagem Curricular”, decorre desde o mês de janeiro, e reúne aproximadamente duas dezenas de docentes, orientados por formadores especializados nas várias vertentes da educação e formação artísticas, uma oficina de formação que integra de uma maneira interdisciplinar áreas e atividades no âmbito das Artes Visuais, Música, Dança e da Expressão Artística/Teatro.

Este novo Projeto Educativo de Formação em que o Agrupamento é Pioneiro. foi acompanhado pelo Centro de Formação de Professores AVCOA, na pessoa do seu Diretor (José Rosa), e da Direção-Geral da Educação do Ministério de Educação, representada por Carlos Pais, Embaixador do PEEA, na Região Centro.

“Esta é uma formação em que o AEA é pioneiro, é dos poucos agrupamentos do distrito de Aveiro que está com este novo projeto de educação estética e artística e é o único ao nível do centro de formação de Arouca, Vale de Cambra e Oliveira de Azeméis. É de enaltecer este dinamismo do AEA, esta vontade de querer fazer e de proporcionar aos profissionais de educação condições para que nós possamos trabalhar as questões de ordem estética e artística como mais-valias na educação”, reforçou o Diretor do Centro de Formação relativamente à prontidão mostrada pelo Agrupamento de Arouca para iniciar este  programa de cariz nacional e incentivado pelo Conselho Nacional de Educação de forma a desenvolver a sensibilidade estética e artística dos portugueses ao longo da vida.

Aplicação no Terreno

A implementação no terreno foi realizada com a apresentação do Programa às escolas, com encontros preparatórios de elucidação do mesmo por parte do AEA. Esta implementação contou com a presença da Diretora Amélia Rodrigues, da Coordenadora da Educação Pré-Escolar Filomena Brito e da Coordenadora do 1º Ciclo do Ensino Básico Raquel Duarte.

“A Educação Artística inscreve-se no quadro de uma política educativa de valorização da cultura e das artes contextualizada na Organização Curricular, intervindo, implementando e acompanhando os docentes, os alunos e a comunidade nas diferentes áreas artísticas. Em conformidade com este propósito, o Programa de Educação Estética e Artística pretende enriquecer as experiências de educação, propondo metodologias inovadoras de aprendizagem nas áreas de Artes Visuais, Dança, Expressão Dramática/Teatro e Música”, salientou a Direção-Geral da Educação.

O PEEA (Programa de Educação Estética e Artística é coordenado por uma equipa de Educação Artística que pertence estrutura orgânica da Direção de Serviços de Desenvolvimento Curricular da Direção-Geral da Educação do Ministério da Educação, “cuja missão e atribuições estão implicadas nas componentes curriculares, pedagógicas e didáticas da educação pré-escolar, dos ensinos básico e secundário e da educação extraescolar.” Conta ainda com uma rede de professores, Embaixadores Regionais e de Projetos, espalhados por todo o país que nos Agrupamentos de Escolas “estabelecem uma relação de proximidade, realizando ações sequenciadas que valorizam as culturas locais e globais para a construção de uma marca de identidade.”

Educação Artística na matriz curricular-base do Pré-Escolar e Ensino Básico

A Educação Artística está presente nas orientações Curriculares da Educação Pré-Escolar, tal como na matriz curricular-base do 1ºCEB. É neste sentido que o Programa PEEA se insere na Oficina de Formação Inovadora, que está atualmente em curso na Escola-Sede do AEA, em conformidade com os objetivos de “elevar a educação artística e o nível de literacia artística no quotidiano da escola, propor metodologias criativas de aprendizagem nas áreas artísticas, divulgar aprendizagens centradas nas Artes para melhorar a qualidade do sistema educativo, fomentar o pensamento criativo e crítico nas pedagogias dos educadores e professores, desenvolver a Arte como componente essencial para uma educação integral e para o pleno desenvolvimento do indivíduo e a inclusão social.”