Relativamente à Região do Tâmega e Sousa, e conforme os números apurados pelo DD, todos os concelhos da referida zona geográfica apresentam uma descida significativa de incidência, ao contrário de Castelo de Paiva.

No passado dia 4 de março, foram divulgados os números por concelho relativos à Covid-19, utilizando uma base de incidência por 100 mil habitantes, metodologia que tem sido adotada nos últimos meses para divulgar esta informação.

Conforme o analisado no referido relatório, foi possível aferir que Castelo de Paiva é, de novo, o concelho da Região com maior incidência, registando 1549 por cem mil habitantes, sendo seguido de perto por Marco de Canaveses, com 1286, Amarante, com 966, Penafiel, com 856, Baião, com 592, Cinfães, com 578 e Paredes com 564.

Desta Região é importante também salientar Celorico de Basto, com uma taxa de incidência por habitante de 524 casos por 100 mil habitantes, Felgueiras, com 410, Lousada, com 395, Paços de Ferreira, com 354, e Resende com 329.

Apesar dos registos, todos os concelhos apresentaram uma descida significativa da incidência.

Os números registados correspondem ao intervalo de 17 de fevereiro a 2 de março, e esta classificação de risco é realizada com as categorias utilizadas pelo Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças.