A exposição retrata o modo de vestir no tempo dos descobrimentos e é uma coleção do Museu Nacional do Traje.

O Museu Municipal de Vale de Cambra vai exibir uma exposição ligada ao modo de trajar na época dos descobrimentos, que vai estar patente no mesmo local entre os dias 10 de fevereiro a 31 de maio, e tem entrada livre.

A data de início da exposição está diretamente ligada ao ano de 1514 (no mesmo dia), quando foi assinado por D.Manuel I, o Foral atribuído à “Terra de Cambra”, facto que tornou a data num momento espacial para o concelho.

No âmbito destas comemorações, a Câmara Municipal de Vale de Cambra/Museu Municipal, promovem a exposição – Traje Quinhentista – proveniente do guarda-roupa da extinta Comissão Nacional para a Comemoração dos Descobrimentos Portugueses, e que, atualmente, pertence à Coleção Didática do Museu Nacional do Traje, contando, de igual modo, com a colaboração do Município de Sobral de Monte Agraço. A mostra exibe um total de 13 réplicas de trajes que foram criados com o objetivo de encenar a embaixada que o Rei D. Manuel I enviou a Roma, em visita ao Papa Leão X, a 12 de março de 1514. Os trajes populares, trajes de nobres e damas, de um jesuíta e capitão-mor, de um humanista e de um pajem são alguns dos trajes que poderá apreciar numa visita a esta exposição que apresenta ainda uma belíssima réplica do traje de D. Catarina de Áustria.