O Rio Paiva, que já foi considerado outrora o rio mais limpo da Europa, está a receber na aldeia de Pêra Velha, em Moimenta da Beira, descargas de fossas diretamente para as suas águas e terrenos próximos, o que está a criar problemas ambientais.

Segundo uma notícia do Jornal Interior do Avesso, este teve conhecimentos de três focos de poluição na aldeia referida de Pêra Velha. Um destes focos, tal como refere o citado Jornal, consiste numa fossa instalada pela Câmara Municipal de Moimenta da Beira, num terreno privado, há cerca de 28 anos, que está a transbordar para o terreno ao lado, tornando-o improdutivo.

A Câmara de Moimenta da Beira está a par da situação já há dois anos, tendo, inclusive, enviado técnicos para averiguar a situação. De qualquer das formas o problema persiste e continua por resolver.

Um segundo foco de poluição é outra fossa entubada para descarregar diretamente no rio Paiva, conforme ilustram as imagens. Este curso de água que já foi várias vezes considerado o menos poluído da Europa, e está classificado na Rede Natura 2000, apresenta uma elevada biodiversidade de espécies, habitats e ecossistemas, alguns dos quais prioritários a nível europeu. A última situação registada dá nota de uma terceira fossa, a cerca de 12 metros do rio Paiva, onde se verificam efluentes a “céu aberto”.

Fotos: Jornal Interior do Avesso ;

Fonte: Interior do Avesso;