O “Movimento Cidadãos do Mundo “, com o apoio do Município de Castelo de Paiva e do Centro Sol Nascente vai realizar, no próximo dia 20 de novembro (Sábado), no Centro de Interpretação da Cultura Local, no Largo do Conde, a cerimónia de inauguração da exposição denominada “Rabão Carvoeiro – Um Barco Paivense”, que estará patente ao público até ao final do corrente mês.

Pretende-se, com este evento cultural, divulgar a importância que teve na região duriense o Barco Rabão Carvoeiro e dos seus barqueiros, enquanto símbolos emblemáticos do património mineiro e da própria cultural paivense, assumindo-se a iniciativa como uma jornada de homenagem e evocação desta memória histórica do concelho de Castelo de Paiva.

Do programa anunciado consta um momento musical, a cargo do quinteto de metais da Banda dos Mineiros do Pejão e a intervenção de Luís Moreira, pelo Movimento Cidadãos, seguindo-se a leitura, por Paula Simões, de um breve excerto do conto “Barqueiros da Esquadra Negra”, do escritor Manuel Araújo da Cunha.

Registe-se ainda as alocuções do ex-barqueiro António Martins Monteiro e do escritor Manuel Araújo da Cunha, bem como as intervenções da vereadora do Pelouro da Cultura Liliana Vieira, e do presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, José Rocha.

A iniciativa terminará com um Porto de Honra, a entrada é livre com uso obrigatório de máscara de proteção.