Naquele que é o mês de Prevenção da luta contra o Cancro da mama, o Núcleo Regional Norte da Liga Portuguesa contra o cancro, pelo 6º ano consecutivo, desafiou a comunidade a assinalar o outubro Rosa, “mergulhando numa autêntica Onda de Cor, Alerta, Atividade e muita solidariedade!”.

Mais de 1000 instituições aceitaram participar na Onda Rosa, isto ocorreu fruto de sinergias estabelecidas e da certeza que a consciencialização e a partilha de informação são primordiais na luta contra o cancro da mama.

O “outubro Rosa” nasceu nos Estados Unidos, na década de 1990, e desde então é assinalado, anualmente, com o objetivo de promover a consciencialização sobre a doença, e partilhar informações sobre o cancro de mama. Um pouco por todo o mundo, durante este mês, a cor rosa alastra-se com o objetivo de permitir sensibilizar a população para a temática da prevenção e diagnóstico precoce do cancro da mama.

 Arouca não foi exceção e, após um ano sem atividade, no dia 23 de outubro, pelas 14h30 retomou-se a “Caminhada Rosa”, que teve início no Parque Municipal.

O evento contou com a participação de 90 participantes, o percurso tinha duração de uma hora e segundo Lídia Silva, presidente da associação, “o percurso era fácil e acessível a todos decorrendo em ambiente de grande convívio e alegria. Todos Ficaram super satisfeitos com a tarde que passamos juntos.”

A caminhada terminou junto ao Complexo Desportivo de Arouca, onde a associação se juntou ao Rotary para levarem a cabo uma atividade de dança com a participação de Silvia Gonçalves (Danças).

No final foi ainda distribuído um lanche por todos os participantes, oferecido pelo Meu Super Cavadinha.

“Tudo num ambiente super acolhedor e tranquilo. Terminamos assim uma tarde em beleza. A todos quantos participaram, ao Rotary de Arouca, ao Meu Super Cavadinha e a todos os envolvidos, o nosso muito obrigada.  ADOA”, concluiu a presidente Lídia Silva.

Foto: Carlos Pinho