O antigo dirigente do PS, vice-presidente e vereador da Câmara Municipal de Matosinhos e professor primário faleceu ontem no município de Matosinhos, onde residia, aos 85 anos.

Fernando Miranda, ilustre personalidade ligada à cultura Arouquense, nasceu na freguesia de Moldes, em 1936, onde nos anos 60 impulsionou a criação do Conjunto Etnográfico de Moldes. Todavia, teve o seu percurso de vida ligado ao concelho de Matosinhos e, particularmente, à freguesia de São Mamede de Infesta.

Durante 47 anos de militância no Partido Socialista, (do qual se tornou membro a 2 de janeiro de 1974), desempenhou vários cargos ao serviço deste município do Porto, como vice-presidente e vereador na Câmara Municipal de Matosinhos e membro da Assembleia Municipal, assim como de dirigente local, distrital e nacional do Partido Socialista.

Era filho do clínico arouquense Ângelo Miranda e, no final do ano de 2015, foi homenageado pelo Conjunto Etnográfico de Moldes na Loja Interativa de Turismo, em Arouca. Nesse mesmo dia celebravam-se os 70 anos do Conjunto que ajudara a nascer.

Neste momento de tristeza e pesar o Discurso Directo expressa as suas condolências à família.

Foto Eduardo Ferreira