O Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga (CHEDV) iniciou a empreitada de requalificação das fachadas exteriores do Hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira. Inserida no Programa de Eficiência Energética lançado pelo CHEDV, a empreitada pretende melhorias ao nível do isolamento térmico das fachadas do edifício com ganhos significativos nos custos de energia e em emissões de CO2 para a atmosfera. O Programa de Eficiência Energética conta com um investimento de 2,6 milhões de euros, com parte do valor financiado pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

Com um prazo de execução previsto de 12 meses, a obra será executada por fases de forma a minimizar o impacto junto dos utentes e dos profissionais de saúde.

O Programa de Eficiência Energética lançado pelo CHEDV prevê para além das melhorias no isolamento das fachadas e cobertura do edifício, o aproveitamento de energia solar fotovoltaica para autoconsumo e a substituição de luminárias com a nova tecnologia LED. Trata-se, depois da construção do Hospital de S. Sebastião, no final dos anos 90, do maior investimento realizado na instituição.

«é um projeto fundamental para a modernização do hospital e para conseguirmos a redução de consumos, seja pela adoção de tecnologias mais modernas e menos poluentes, seja pela redução dos desperdícios. Sendo a infraestrutura hospitalar uma das que mais energia consome, não só pelo seu funcionamento ininterrupto, mas também pela natureza dos equipamentos pesados de que dispõe, é muito importante que consigamos estes ganhos de eficiência, reduzindo a despesa de eletricidade da instituição e, indiretamente, contribuindo para um menor consumo de recursos do nosso planeta.”, referiu Miguel Paiva, presidente do Conselho de Administração do CHEDV.