No passado domingo, dia 3 de outubro, foi identificado no Lar da Santa Casa da Misericórdia um surto de Covid-19, 63 utentes estão já infetados, tendo a situação já levado à hospitalização de 5 pessoas.

Apesar de durante 18 meses não se terem registado qualquer caso de Covid-19 nesta IPSS do concelho, agora, mais de metade dos utentes do lar da Misericórdia de Arouca estão infetados, segundo informações avançadas pela TVI.

«Estamos com 62 casos positivos, e 8 funcionários positivos, até ao momento. E desses 62, 5 estão a ser transferidos, por agravamento do estado clínico. Alguns deles com idades muito avançadas com um quadro de insuficiência respiratória crónica.», adiantou Vítor Brandão Provedor da instituição.

Este surto foi detetado no Domingo, dia 3 de outubro, após alguns utentes apresentarem sintomas da referida doença.

O clínico ainda referiu que «Na quinta-feira passada (dia 30) foram todos vacinados contra a gripe e no domingo seguinte (dia 3), começaram a ter sintomas de tosse, arrepios de frio e uns apresentaram febrícula. Começamos a dar paracetamol a todos eles, e já suspeitando que pudesse ser, não apenas os sintomas da vacina da gripe, mas sim de Covid, ontem de manhã testamos tudo. Em fevereiro deste ano toda a gente foi vacinada e isso só prova que a imunidade da vacina não é total, ou está a desvanecer, estamos a cerca de oito meses da toma da vacina e repare que alguém veio infetado e de repente contagiou 62 pessoas.»

Ainda sem certezas quanto à origem do surto a instituição aponta como motivo do contágio a saída de cerca de 30 utentes para votar nas autárquicas, e também o facto de a vacinação já ter ocorrido há oito meses.

A gestão do surto está a ser gerido pela Santa Casa da Misericórdia de Arouca, que afirma garantir o isolamento de todos os casos.

Após 4 dias em que o número de casos desceu a nível nacional, no passado dia 5 de outubro houve um aumento significativo, cerca de 730 nas últimas 24 horas desse dia, com mais 4 mortes, 346 internados e 62 pessoas nos cuidados intensivos. Apesar desses números o país ainda se encontra na zona verde da matriz, estando a incidência um pouco acima dos 94 casos por cem mil habitantes, estando o RT nos 0.91 a nível nacional.

Foto Imagens J8 TVI