Nos últimos tempos, essas simples palavras, ativaram sentimentos bem reflexivos nas pessoas, ao que se refere estar, resiliente ou depressivo.

Partindo do princípio que tudo tem a sua hora certa, há momentos em que as nossas crenças limitadoras, viram um empecilho para seguirmos com o nosso propósito…

Empresas, empresários e profissionais, estão a investir cada vez mais no setor Psicossocial para abranger o verdadeiro significado da resiliência, como auxílio motivacional na produtividade.

Perceber a nossa realidade, é uma necessidade, pois, só assim, conseguimos ultrapassar obstáculos que podem mexer com o nosso psicológico.

Portanto, se a resiliência é a capacidade de se adaptar ou superar adversidades, a pessoa que é resiliente, mesmo diante de todos os problemas causados pela depressão, consegue perceber que precisa de ajuda, e enfrenta os sintomas. Inclusive tem tendência a ser mais recetivo a intervenções em situações de risco, e mudanças de comportamento, por consequência da doença.

O lado positivo de enfatizar temas assim, é que fica mais fácil colocar-se no lugar dos outros e perceber o ponto de vista de cada um.

Ter otimismo e autoconfiança frente a determinadas situações, ajuda no controlo dos próprios impulsos e emoções.

No processo de recuperação da depressão, a resiliência é um fator que estimula o paciente a se proteger contra o desenvolvimento de recaídas.

Nesse seguimento, aconselha-se atividades que ajudam a melhorar o autoconhecimento, a autoconfiança e ter mais pensamentos positivos.

 Cuide de Si, informe os outros.

Texto de Gláucia Souza