Uma delegação da CDU, incluindo Lara Pinho, candidata a Presidente da Câmara, Tadeu Saavedra, candidato à Assembleia Municipal, e Adriano Magalhães, mandatário da candidatura da CDU no Município, reuniu com a Direção do Conjunto Etnográfico de Moldes, de forma a tomar conhecimento da situação vivida pela associação, neste momento, e dos projetos que pretende realizar no futuro.

No decurso deste encontro fomos informados que as atividades regulares do Conjunto Etnográfico de Moldes sofreram acentuadas limitações devido à pandemia: deixou de haver ensaios e atuações do Rancho Folclórico e não se realizaram as edições do Festival Internacional de Folclore de Arouca em 2020 e 2021. No entanto, foi possível manter os ensaios do Grupo de Cantares (Cramóis) e participar, em parceria com outras associações e entidades da região, na elaboração dum projeto a uma candidatura junto da Unesco sobre o “Canto Polifónico”, cuja apresentação decorrerá em Setembro.

Por outro lado, ficamos a saber que tem sido cada vez mais difícil receber e acolher os grupos estrangeiros, em Arouca, durante o Festival Internacional de Folclore de Arouca, devido à dificuldade de alojamento e de fornecimento de refeições para os elementos desses grupos.

Adicionalmente, tomamos conhecimento que o Conjunto Etnográfico de Moldes ambiciona a criação dum Centro Interpretativo da Voz, com o objetivo de preservar e divulgar o importante património dos Cramóis de Arouca, apontando como solução ideal a requalificação e ampliação da antiga escola primária de Fuste.

 Para a CDU a preservação, promoção e divulgação do nosso património cultural e do intercâmbio entre povos e culturas do mundo é uma questão primordial, sendo necessário que a autarquia promova uma solução para as condições de alojamento para os grupos estrangeiros e desenvolva e concretize o projeto para a criação do Centro Interpretativo da Voz, pelo seu valor distintivo.