A ligação Trancoso-Ribeira, um projeto antigo da freguesia de Alvarenga “não pode continuar eternamente” na gaveta, considera o candidato da coligação “Agora os Arouquenses” à Câmara Municipal, o independente Vítor Carvalho.

A rua afunilada, que permite a circulação apenas de uma viatura, dificulta quem por ali passa, daí a necessidade premente de se avançar com uma ligação condigna. De resto, esta é uma velha aspiração da população local.

“Chegou a ser uma promessa antiga que, entretanto, ainda não foi concretizada” explica Vítor Carvalho, garantindo que, caso seja eleito, vai resolver o problema.

Além desta acessibilidade, Alvarenga necessita de “recuperar o tempo perdido”, salienta, dando conta de outras prioridades, como o loteamento do terreno da Junta de Freguesia – “para ceder aos jovens a preços acessíveis” – o alargamento da rede de saneamento, a conclusão do novo edifício da Junta de freguesia e auditório ou a execução do projeto da Carreira dos Moinhos.

“O problema da água revolta também as pessoas, pois a água é cedida pela freguesia e nem entra na rede das Águas do Norte. As pessoas dizem que oferecemos a água e agora ainda pagamos – e bem – para a beber”, sublinha o candidato, no final de uma visita a Alvarenga.

“Se no conjunto da ciclovia, ponte, zona poente, se gastou mais de cinco milhões de euros, pode-se muito bem fazer outro tipo de obras também em Alvarenga, com custos pouco avultados, mas que melhoram significativamente o dia-a-dia das pessoas”, acrescenta.