As temperaturas elevadas podem sim, influenciar seu rendimento cognitivo e humor, segundo estudos feitos pela Universidade de Harvard e especialistas do setor de saúde, principalmente respiratório.

Para alguns, o calor é uma época balnear e férias, onde conciliam ar puro e tranquilidade mental, entretanto, sabemos que muitos continuam com o ritmo acelerado de trabalho e estudo, sendo necessário encontrar soluções para contornar os picos de temperaturas, que acontecem no Verão europeu.

Temos muitos meses de frio, e apenas 3 meses de Verão, porém, a maioria das vezes, a transição de uma estação para outra, não é tempo suficiente, para o corpo preparar-se metabolicamente.

Psicologicamente, percebe-se que as pessoas que trabalham em ambientes com temperaturas inadequadas, tem sua produtividade afetada, já que o processo respiratório, sempre influencia, mesmo não apresentando sintomas latentes, como tosse, alergias, respiração lenta, o fato é que o corpo recente e a mente também.

O cuidado com ar condicionado no ambiente de trabalho ou estudo, se estiver devidamente inspecionado para utilização, equilibra essa descompensação de temperatura, porém, senão estiver adequado, desencadeia inúmeros problemas, entre eles respiratórios, como já citado acima, ressalvando que o uso de máscara contribui para que a sensação térmica seja maior, e como não podemos fugir às regras e ao clima, o melhor é criar rotinas de caminhadas ou atividades ao ar livre sem ser em horários de “pico”, ou seja, início da manhã ou final da tarde.

Portanto, independente de onde passe o verão, o ideal é usar protetor solar, hidratar com muito líquido e alimentos leves.

Cuide de Si

Texto de Gláucia Souza