Maurício Corvo é o candidato independente, apoiado pelo PSD de Castelo de Paiva, à Junta de Freguesia de Real, em Castelo de Paiva.
O candidato pai de três filhos e com 70 anos, ” mereceu o apoio da concelhia do partido desde a primeira hora. Com um longo percurso como geómetra e técnico de arquitetura e engenharia, Maurício Corvo, trabalhou para empresas nacionais e internacionais ligadas à construção civil e obras públicas, ingressando também no funcionalismo público, com funções na Câmara Municipal de Castelo de Paiva”, foi comunicado.
O candidato tem também, aliado à experiência profissional, um significativo percurso no associativismo, visto que completou formações na Federação Portuguesa de Futebol e na UEFA, além de ter presidido o Futebol Clube Paivense, durante dois mandatos, e ainda assumir atualmente as funções de diretor financeiro e coordenador desportivo da associação.
Fundou ainda, na Freguesia de Real, o Centro de Cultura e Desporto de Real, e dedicou 20 anos à presidência do Real Atlético Clube.
Maurício Corvo pretende, com esta candidatura, investir na sua experiência profissional e associativa e no desenvolvimento progressivo da Freguesia de Real, pois considera que esta deve “ser valorizada e tratada com o mesmo respeito e consideração que as restantes freguesias do concelho”. Vê também como prioridade a defesa ambiental e a sustentabilidade da comunidade, com melhorias no saneamento básico, construção de melhores acessibilidades, promoção de habitação pública e privada e com a proteção e divulgação dos produtos locais e do agroturismo”. MC acredita que uma das funções principal das juntas de freguesia “deverá ser a proximidade com a população, assegurando os seus direitos e agilizando os procedimentos administrativos”.
Relativamente ao programa eleitoral do PSD, Maurício Corvo, confia no projeto que José Rocha está a desenvolver, e acredita que ambos estão alinhados. “O projeto de mudança de José Rocha enquadra-se nos parâmetros de maturidade, seriedade e igualdade que defendo”, finalizou”.