Arouca dispõe agora de duas Equipas de Intervenção Permanente (EIP), a segunda equipa entrou em funções a 1 de junho e é composta por 5 bombeiros. A equipa possui a função exclusiva de assegurar, em permanência, serviços de socorro às populações assim como de proteção dos seus bens, em casos de incêndio, inundações, desabamentos, abalroamentos, naufrágios ou outras intervenções no âmbito da proteção civil.

 A criação desta segunda equipa vai permitir reforçar a eficiência das condições de prevenção e socorro à comunidade, assim como alargar o período, de 8 horas para 15 horas diárias, em que esse socorro é feito de forma profissionalizada. De recordar que a primeira EIP foi criada em junho de 2018. Esta segunda EIP resulta de um protocolo estabelecido entre a Câmara Municipal de Arouca, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Arouca e a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC). Este protocolo regula as condições de contratação, funcionamento e manutenção da EIP. Autarquia e ANEPC comparticipam em partes iguais nos custos decorrentes da remuneração dos elementos desta equipa, à semelhança do que já acontece com a primeira EIP