FC Arouca anunciou a 13 de junho, nas suas redes sociais, que vai dar início aos trabalhos de pré-época no próximo dia 24 de junho. Esta é a data que o clube estabeleceu para a realização dos habituais exames médicos.

Já os treinos, no relvado, está previsto realizarem-se nos dias seguintes. Tudo indica que os arouquenses deverão também revelar, entretanto, o local onde irão realizar o estágio de pré-temporada. A possibilidade de a formação de Arouca vir a trabalhar no Luso está em cima da mesa, contudo, o Arouca pode também optar por trabalhar nas próprias instalações.

A intenção passa obviamente por iniciar cedo a preparação do regresso ao “convívio” dos grandes, onde o clube arouquense este, pela última vez, na época de 2016/2017. Realizar um campeonato sem sobressaltos, e estabilizar o clube na I Liga, foram alguns dos objetivos que vários elementos da formação Arouquense apontaram à comunicação social. O clube ainda não anunciou reforços, no entanto, espera-se que os próximos dias sejam férteis em novidades.

De recordar que o FC de Arouca está de regresso à Primeira Liga após ter terminado a 2ª Liga no 3º lugar e de ter vencido o Rio Ave no Play-off.

Armando Evangelista foi o treinador que liderou a equipa arouquense, e que fechou a 2ª Liga com nove vitórias consecutivas, “aniquilando o Rio Ave, com dois triunfos no Play-off. O logo arouquense está de regresso aos grandes “palcos”, algum tempo após ter vivenciado a experiência europeia e uma queda abrupta para o Campeonato de Portugal.

O técnico traçou, numa entrevista ao jornal “A Bola”, objetivos para a próxima época. Apesar do clube ter alcançado 11 vitórias consecutivas, a contar com as duas frente ao Rio Ave, no Play-off, Armando Evangelista acredita, que, “Não nos podemos reportar apenas a estes dois últimos meses para justificar o que aconteceu na parte final. Foi engraçado, num ano difícil e marcado pela pandemia… Há aqui ilações que acabei por retirar. Acredito no processo, no treino, na evolução do treino. Para chegar a este ponto houve uma pré-época mais prolongada, de oito semanas, face à indefinição de início dos campeonatos, que nos permitiu olhar para a equipa e trabalhar determinados aspetos, permitindo uma assimilação mais consistente de ideias. Que se refletiu ao longo da época.”

objetivos, tangíveis, e que a determinada altura já pareciam menores perante aquilo a que os jogadores davam resposta.”

Em relação ao exigente desafio que se apresenta pela frente, e os aspetos que vão ser necessário trabalhar e alterar, AE, declarou que vão ter de ser realizados alguns aperfeiçoamentos. “A Liga é de uma exigência brutal e todos os clubes, nos últimos anos, têm apresentado um crescimento significativo.”

Armando Evangelista, após ter passado pela experiência na 2ª Liga e Play-off, declarou que a esta tem evoluído de forma gritante, e que o “sucesso” da equipa foi alcançado devido à competição que existia na “segunda” que levou o Arouca a atingir o 3º Lugar. “A Liga é outro patamar, outra exigência, continuará a haver diferenças, não é fácil perspetivar a posição do Arouca na prova.”

*Para ler a reportagem completa consulte a próxima edição impressa do DD;