Hoje falaremos do Verão, estação tão esperada por quem aprecia atividades ao ar livre como praia, piscina, convívios em parques… E justamente por ser uma época em que todos procuram a luz do Sol, é que os cuidados devem ser redobrados.

Temperaturas elevadas, exigem cuidados especiais, pois a ocorrência de doenças de pele, insolação e desidratação são mais frequentes. 

Os cuidados são importantes em qualquer idade, mas os mais afetados são as crianças e os idosos.
Estudos indicam que a presença da luz do sol traz benefícios no processo de depressão, além de ser indispensável para a pele sintetizar a vitamina D presente em alguns alimentos. No entanto, é relevante dizer que os horários escolhidos para exposição solar, são até às 10 da manhã e a partir das 16 horas, acompanhado das devidas proteções, como chapéus e protetores solares.

Pessoas de pele clara devem ter cuidados redobrados, caso contrário, as alterações cutâneas e desidratação natural da pele, serão algumas consequências. Já as pessoas de pele morena e negra não são tão exigidas, mas também precisam de se proteger do sol, pois a melanina – pigmento que concede cor à pele, tem uma maior produção, no entanto, necessita na mesma de atenção, pois na prática, a proteção dá-se na parte mais superficial da pele, dando sensação de menos ardência quando expostas ao Sol, fazendo-as acreditar que estão seguras de uma possível insolação.

Para que não hajam dúvidas sobre a importância de se prevenir desde criança, esclareço que a ação do Sol na pele é lenta e cumulativa e a maior parte da radiação aglomerada ocorre nos primeiros 20 anos de vida, resultando ao longo do tempo de envelhecimento precoce, manchas, perda de elasticidade da pele, lesões pré-cancerosas e cancro de pele, ou seja, não importa em que estação estejamos, utilizar o protetor solar é sempre aconselhável.

A forma correta de aplicar é 30 minutos antes da exposição solar, para que a pele absorva o produto, aplicando a cada duas ou três horas se não for à água.

Em lugares de grande altitude, como regiões montanhosas, a radiação solar aumenta, exigindo maiores cuidados com a pele.

A falta de líquidos e sais minerais é muito grande devido à transpiração intensa provocada pelo calor, portanto, deve-se aumentar a ingestão de água, chás e sumos, independente se se sente sede ou não.
Como sabemos, a insolação é a exposição direta aos raios solares, enquanto que a intermação, é o aumento rápido da temperatura corporal, onde o mecanismo de transpiração falha e o corpo fica incapacitado de arrefecer, por isso, desvalorizar as informações sobre os cuidados preventivos que devemos ter no Verão seria negligencia. 

Opte sempre por alimentos mais leves, menos condimentados e frescos, para equilibrar o sistema metabólico e circulatório, desta forma evitará inchaços e pernas cansadas.

Viva fazendo escolhas certas, cuide da mente e do corpo!

Texto: Glaucia Souza , formadora e consultora