A CDU Arouca vai apresentar, este sábado, dia 5 de junho, pelas 15h, no Parque de Lazer de Sinja, em Rossas, os candidatos do partido à Presidência da Câmara, da Assembleia Municipal de Arouca e da Junta de Freguesia de Rossas. Segue-se a declaração de candidatura emitida pelo partido e transcrita na íntegra pelo Discurso Directo.

“1. Nas Eleições Autárquicas do próximo Outono a CDU apresenta-se, em Arouca, reafirmando o projecto e o percurso feito, assente nos valores de Abril e na valorização do Poder Local Democrático.

2. A CDU – Coligação Democrática Unitária constitui um amplo espaço de participação agregador de todos e todas os que não se conformam com uma democracia formal e uma política-espectáculo que ignoram os problemas concretos e não valorizam a participação popular.

3. Reconhecidamente a grande força transformadora e de esquerda no poder local, a CDU inscreve a defesa do poder local e da sua autonomia como elemento inseparável do regime democrático que a Constituição da República consagra e condição para a representação e defesa dos interesses das populações, para a promoção das suas condições de vida e para a efectivação dos seus direitos.

4. Força distintiva, a CDU apresenta-se em Arouca com um projecto caracterizado pela  participação popular alargada que imprime à sua  intervenção, pela defesa do serviço público enquanto elemento condutor da gestão autárquica, pela valorização dos trabalhadores das autarquias e das suas condições de trabalho, pela reivindicação do investimento público (em infra estruturas, no reforço dos serviços públicos, nomeadamente do SNS, mas também na Educação e na oferta adequada de transportes públicos, e no ordenamento florestal), por habitação acessível, pelo apoio ás freguesias de forma equilibrada, promovendo a coesão territorial e social, pelo desenvolvimento diversificado da actividade económica, com criação de empregos com direitos, pelo apoio aos micro pequenos e médios empresários, pela implementação de medidas concretas de apoio à Agricultura Familiar, pela elaboração e calendarização de plano de melhoria de acessibilidades (eliminando barreiras arquitectónicas na via pública e acesso a serviços), pela qualificação do espaço público e da preservação ambiental valorizando o património natural e os recursos locais, pela criação de condições para a gestão pública da água e dos resíduos,   pela democratização cultural e desportiva , pelo rigor posto no planeamento e em políticas de uso do solo protegendo e defendendo o interesse público.

5. Futuro de confiança. É esta a mensagem que a CDU projecta, combatendo e contrariando as desesperanças que os  tempos difíceis  que vivemos tendem a animar. Nestes tempos difíceis, a CDU, vencendo obstáculos e constrangimentos, esteve sempre onde devia estar: com as populações e os trabalhadores a responder à epidemia, a combater o medo, a proteger a saúde e os direitos, a  promover o gosto de viver.

6. A CDU é a força que não deixando confinar a vida e os direitos, demonstra que uma  vez criadas todas as condições de prevenção e protecção, a vida pode e deve prosseguir, é a força que aponta o sentido de vivência colectiva, de partilha e de participação como indispensáveis à realização humana e à felicidade; é a força que olha para o futuro com confiança, que anima laços de solidariedade e acção comuns, que não se refugia, que estimula a intervenção e a opinião de cada um sobre as respostas para os problemas do presente e as soluções para o futuro.”

A Coordenação Concelhia da CDU, Coligação Democrática Unitária