Arouca ainda teve com meio pé na promoção direta, mas ficou-se pelo play off

Num ciclo de 8 vitórias consecutivas e com esperanças de ainda terminar o campeonato no 2º lugar, o Arouca entrou em campo com 3 alterações face ao encontro frente ao CD Mafra. A motivação estava em alta, quer pelo momento de forma, quer pelo apoio que se fazia sentir antes e durante o encontro, com bastantes cânticos audíveis provenientes do exterior do estádio.


Ainda nos minutos iniciais, os arouquenses mostraram que estavam ali para ganhar e André Silva aproveitou uma investida de Thales para abrir o marcador e apontar o 9º golo da temporada.


O Arouca continuou a pressionar a baliza defendida por Samu, enquanto os flavienses demonstravam dificuldades em criar perigo, mas ainda antes do intervalo, a equipa do GD Chaves aproveitou uma má saída de bola de Sema Velazquez e Juninho igualou o marcador. Ao intervalo, e com a vitória do FC Vizela, este empate garantia o play-off.
A segunda metade do encontro começou emocionante e com o Arouca a pressionar forte em busca da vitória, primeiro, Arsénio a aproveitar uma desatenção do GD Chaves e a ver a bola embater num jogador dos transmontanos, quando já levava selo de golo. Pouco depois, o mesmo Arsénio a converter um livre lateral, e Pité de cabeça a devolver a vantagem.


Sem grandes incómodos para Victor Braga, era o Arouca que continuava com a tomada do encontro e Pité aproveitou o passe de Adílio, para bisar e fechar a contagem. Sema Velazquez e João Correia de cabeça ainda proporcionaram as defesas da tarde a ambos os guardiões, mas sem sucesso.


O FC Arouca chegou a estar por 2 vezes em lugar de ascensão direta, mas o FC Vizela não vacilou e garantiu a lugar com que entrou para a derradeira jornada, por outro lado o FC Arouca terá mais 2 encontros frente ao Rio Ave FC, na esperança de chegar à Primeira Liga. É caso para dizer: Enquanto o homem sonha tudo é possível.