Na passada segunda-feira, dia 10 de maio, um indivíduo já acusado de agredir a ex companheira com um martelo, em S. Martinho de Serdoura, concelho de Castelo de Paiva, confessou que cometeu esse crime.

“Agredi com o martelo mas não tive intenção de matar. Perdi a cabeça porque ele tinha dito que se quisesse mandava o meu filho para uma instituição”, admitiu Paulo Sousa ao coletivo de juízes do Tribunal da Feira, onde decorre o julgamento.

O Correio da Manhã adianta que, de acordo com a acusação, o agressor desferiu “de forma violenta” dez golpes na cabeça e peito da vítima.

O mesmo órgão de comunicação dá conta de uma agressão por parte do arguido a um colega de trabalho em virtude de este ter apresentado queixa à GNR relativa a uma outra agressão, ocorrida duas semanas antes.