Está a decorrer na internet uma petição pelo fim das descargas poluentes no Vale do Paiva, promovida pela associação SOS Rio Paiva. Para levar esta petição à Assembleia da República serão necessárias, pelo menos, 5.000 assinaturas.

Os cidadãos abaixo-assinados solicitam ao Governo a adoção urgente de medidas de fiscalização e punição de todo o tipo de descargas poluentes no vale do Paiva, bem como de medidas adequadas de ordenamento do território, que garantam a efetiva proteção deste património.

O texto destaca que “nas últimas décadas o mau funcionamento de algumas Estações de Tratamento de Águas Residuais, as descargas poluentes pontuais no rio e seus afluentes e o avanço das monoculturas de eucaliptos e consequentes incêndios, têm ameaçado seriamente este curso de água único e habitat de várias espécies protegidas por Convenções Internacionais”.

O abaixo-assinado refere que este rio é classificado como Sítio de Importância Comunitária da Rede Natura 2000, é um curso de água com cerca de 110 km que atravessa os Distritos de Viseu e Aveiro, muito acarinhado pelas populações locais e de grande valor ecológico e cultural. É ainda uma importante fonte de abastecimento de água e espaço com excelentes condições para a prática de desportos de aventura e de turismo de natureza. No Verão é muito procurado pelas populações locais para a prática balnear – assinala ainda a missiva.

“Por todos estes motivos, as descargas poluentes no Rio Paiva constituem crimes inaceitáveis, que colocam em risco a biodiversidade, a saúde pública e um valioso património natural do nosso país” – assinala ainda o texto. Este recorda também que a “investigação da origem das descargas poluentes tem envolvido as populações locais, organizações não-governamentais, autarquias e autoridades, mas a falta de meios (técnicos e humanos) e a organização administrativa do território, dificultam e algumas vezes impossibilitam, a deteção atempada da origem da poluição”.