Quinta vitória consecutiva faz arouquenses sonhar

Depois de 5 jogos consecutivos sempre a pontuar, num ciclo que traz 4 vitórias consecutivas, o FC Arouca recebeu e venceu o UD Vilafranquense com o terceiro 3-0 desta fase de vitórias (UD Oliveirense e FC Porto B).


O jogo começou equilibrado e com a equipa de Vila Franca de Xira com maior objetividade na procura da baliza, tendo bem patente a sua necessidade de vencer para fugir aos últimos lugares do fundo da tabela classificativa. Ainda antes da meia hora de jogo, André Claro dispôs da melhor oportunidade para abrir o marcador.


Mas ao minuto 33’, numa das incursões de André Bukia, que somou o jogo 100 com a camisola arouquense, saiu o cruzamento para o segundo poste, onde André Silva desviou para o poste contrário, que viu Pedro Moreira fazer o primeiro golo com a camisola do clube da casa com um cabeceamento a meia altura.


Ainda antes do intervalo, a equipa da casa viu um cruzamento “venenoso” de Arsénio a rasar o poste da baliza defendida por Maringá sem que ninguém conseguisse desviar.


Ao intervalo, o técnico dos ribatejanos alterou 2 peças na equipa em busca de inverter o ascendente do FC Arouca no final da 1ª parte do encontro, mas ao minuto 55’ na sequência de um livre lateral, André Silva voltou a fazer o gosto ao pé, ampliando o marcador e destacando-se na lista de melhores marcadores do plantel arouquense. Pouco depois também na sequência de uma bola parada, João Basso rematou pouco por cima do poste da baliza defendida por Maringá.


Contudo à passagem do minuto 60’, os ânimos aqueceram quando Marcos Vinícius empurrou o técnico Armando Evangelista tendo causado uma confusão generalizada entre os dois bancos, com algumas agressões à mistura o que valeu a expulsão dos intervenientes e de mais 2 elementos do banco dos ribatejanos.


Após a expulsão, o jogo perdeu o fio condutor e ficou mais partido. Primeiro foram os visitantes a rematar à malha lateral da baliza defendida por Victor Braga, e na resposta, André Silva cabeceou para defesa incompleta de Maringá.


Nos minutos finais e quando a UD Vilafranquense já estava com mais coração que cabeça surgiu Heliardo que por duas vezes teve a oportunidade de ampliar a vantagem. Até que no último lance do encontro, o mesmo Heliardo, passou para o lado e Arsénio só teve de encostar para fixar o resultado final em 3-0.


Com esta vitória a equipa do FC Arouca desloca-se a Coimbra para defrontar a Académica com a oportunidade de ultrapassar os estudantes e sonhar cada vez mais com o regresso ao escalão principal do futebol português.

Momento após Marcus Vinicius empurrar o técnico do Arouca