A vereadora Catarina Paiva (CDS-PP) renunciou ao mandato na Câmara de Vale de Cambra. A autarca não revelou os motivos pelos quais iria afastar-se do cargo. Catarina Paiva tem 68 anos e é licenciada em engenharia química. Desde que o seu partido ganhou as eleições, em 2013, esta assumiu funções de vereadora na Câmara de Vale de Cambra. Anteriormente, desempenhou funções na direção do Agrupamento de Escolas do Búzio, durante 17 anos.

Durante os dois mandatos na autarquia valecambrense, Catarina Paiva acumulou os pelouros da Educação, mas também da Ação Social, Recursos Humanos, Transportes Escolares, Equipamentos Escolares, Informática, Modernização Administrativa/Qualidade, Serviço de Atendimento ao Munícipe, Saúde, Execuções Fiscais, Comércio Mercados e Feiras, Taxas, Licenças e Expediente Geral.

Catarina Paiva foi nomeada também presidente do Conselho Fiscal da Energaia e membro da assembleia da Associação de Municípios de Terras de Santa Maria. Em 2015, assumiu a presidência da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Vale de Cambra.

O presidente da Câmara de Vale de Cambra, em declarações a um jornal do concelho, confirma ter aceitado o pedido de renúncia de mandato da vereadora e adiantou que os pelouros que representava voltaram agora para si. “Como a lei determina nestas situações, os pelouros regressam ao presidente de Câmara e, como tal, são agora da minha responsabilidade”, afirmou José Pinheiro.

O autarca acrescentou ainda que, em breve, irá delegar os pelouros, mas admite que, até ao momento, ainda não foi possível, uma vez que a renúncia ocorreu nos últimos dias de março mas com efeitos a partir do dia 1 de abril.

Em reunião de Câmara que decorreu esta terça-feira, José Pinheiro fez um voto de agradecimento a Catarina Paiva, pelo seu “desempenho” enquanto vereadora da autarquia.