Ontem, dia 22 março, Dia Mundial da Água, o Bloco de Esquerda de Arouca emitiu um comunicado onde falou da importância da água, bem como do preço da água atualmente em Arouca. Transcrevemos o comunicado na íntegra.

“No dia Mundial da Água, o BE relembra, que em Arouca são as Águas do Norte que são a entidade responsável pela exploração e gestão do sistema de águas da região do Noroeste, na qual se inclui o Município de Arouca.

Segundo um estudo da DECO publicado no passado mês de Fevereiro, Arouca cobra 209.15€ por ano, unicamente pelo abastecimento de 120 m3 de água. Se fizermos as contas à fatura total, e acrescentarmos o saneamento, no final do ano, acresce mais 167.29€ e mais 42€ de taxa de resíduos sólidos urbanos. Na prática o preço da água em Arouca é dos mais caros do país.

Neste momento, com os dados mais recentes, constata-se que Arouca tem das águas mais caras no Distrito de Aveiro.

Para o BE, urge que os autarcas do nosso concelho adotem medidas incisivas para acabar com o esvaziamento no final de cada mês das carteiras dos arouquenses.

Declarações de amor eterno, por parte dos autarcas aos munícipes, não suavizam as contas da água, do saneamento e das taxas de resíduos sólidos urbanos no final de cada mês. Apenas propostas robustas conseguem resolver esta questão, infelizmente o Partido Socialista de Arouca não tem dado respostas capazes a estes problemas.

Urge a adoção de medidas de fundo que permitam diminuir drasticamente as contas dos arouquenses no final do mês”.