Um golo para cada lado em jogo equilibrado

Num encontro que colocava em campo o quarto e o quinto classificado em tentativa de aproximação ao pódio, o FC Arouca surpreendeu face ao 11 apresentado diante do FC Penafiel com a inclusão de Marco Soares, no lugar de Pedro Moreira, que não constava sequer na ficha técnica. Recorde-se que Marco Soares ingressa a convocatória da seleção cabo-verdiana e estará ausente do próximo encontro dos aroquenses.


A partida começou com um lance de perigo dos vizelenses, que aproveitaram uma falta de concentração gritante, e viram Victor Braga negar o golo a Cassiano.


A partir daí, a equipa visitante assumiu o controlo da bola, face às transições da equipa da casa, e aos 15 minutos, Arsénio cruzou atrasado e Adílio de primeira abriu o marcador, apontando o seu 5º golo no campeonato esta temporada.


A vantagem duraria pouco tempo, pois na resposta, o ataque do FC Vizela aproveitou a passividade da defensiva arouquense e Kiko Bondoso, assitiu Cassiano, que sem ninguém pela frente igualou o marcador.


Com 2 golos e ainda antes do meio da primeira parte seria de esperar um jogo em aberto e com ambas as equipas a procurar criar perigo e consequentemente a vitória, mas apesar da grande intensidade e equilíbrio, as oportunidades de perigo não existiram.


A segunda parte, apesar do domínio de bola por parte dos visitados, viria a ser mais do mesmo, e as aproximações com perigo à baliza foram uma raridade, tal como as poucas substituições dos arouquenses, face às paragens, faltas e faltinhas em excesso. Sendo de realçar, a mancha na pintura da equipa de arbitragem liderar por Miguel Nogueira que indevidamente admoestou o marcador do golo arouquense, Adílio, com o segundo amarelo e consequente vermelho e que colocou os arouquenses em inferioridade numérica. Mesmo com essa adversidade, a única oportunidade digna de levantar o adepto do sofá viria por Arsénio, que de fora da área obrigou Ivo Gonçalves a uma estirada digna de registo.


Com este resultado, que não agradou as aspirações de nenhuma das equipas, o Vizela completa um ciclo de 17 jogos sem perder, sendo a última derrota em Arouca por 2-1, enquanto que o Arouca aumenta o ciclo negativo sem vencer para 3 jogos consecutivos e vê os lugares da frente como uma miragem difícil de alcançar.