O sufrágio universal está previsto para o outono e Rui Rio teme existir dificuldade em fazer campanha. Hoje o presidente do PSD propôs o adiamento das eleições autárquicas por 60 dias, para se conseguir combater eventuais constrangimentos causados pela Covid-19.

Apesar de ainda não haver data para a realização das eleições, está previsto que o sufrágio se realize no outono, entre 22 de setembro e 14 de outubro. Desta forma, e apesar de o Governo já ter afirmado que pretende atingir a imunidade de grupo até ao fim do Verão, Rui Rio entende que o mais prudente é o adiamento.“Se a 31 de agosto não tivermos os 70% este adiamento até pode ser curto”, afirmou.

No Porto, numa conferência de imprensa, Rui Rio considerou que o regime excecional e temporário que o partido propõe para as autárquicas é uma proposta “sensata” e que “defende a democracia” num contexto de pandemia de covid-19.

“Eu pergunto como é que, numas eleições autárquicas, se consegue fazer campanha sem poder contactar as pessoas”, questionou, argumentando que manter a data das autárquicas no calendário previsto serviria apenas “quem está no poder”.