A HD – Horizon Diversity é uma nova associação juvenil, de âmbito nacional, liderada pela arouquense Cátia Camisão, e que surge com o intuito de ser “um catalisador para a mudança social e para construção de uma sociedade mais justa, democrática e igualitária, assente numa capacitação para a cidadania” – é esta a missão descrita nos seus estatutos aquando da sua constituição. Com uma abrangência que cobre o território português, sendo composta por jovens voluntários e ativistas de norte a sul do país, a HD pretende “educar para transformar o futuro, agindo no presente para a construção de uma cidadania 5.0, uma cidadania do futuro”.

“Numa altura em que a pandemia Covid-19 tem impedido muitas associações e muitos jovens de concretizarem os seus projetos comunitários, lançamos a HD porque acreditamos que é possível fazer acontecer, mesmo num momento tão disruptivo quanto este. A equipa que construiu este projeto é composta por jovens extraordinários que abdicam de muito do seu tempo para se dedicarem à intervenção comunitária, enquanto voluntários e ativistas nas mais variadas áreas, desde a cultura, ao ambiente, passando pela educação e formação, até à saúde e ao desporto. Todos nós acreditamos que quando a vontade existe, os jovens trabalham juntos para criar oportunidades para transformar o mundo em que vivemos. Na HD inspiramo-nos mutuamente e inspiramos e capacitamos outros jovens e outras organizações para que se envolvam verdadeiramente nos processos de mudança e transformação social das suas comunidades”, refere Cátia Camisão, Presidente da Direção desta Associação.

A HD é um movimento nacional de cidadania, voluntariado e inovação social que pretende formar e capacitar jovens para uma intervenção comunitária ativa e efetiva, desenhando projetos colaborativos para organizações, prestando apoio personalizado e desenvolvendo iniciativas, projetos e campanhas próprias, com vista à promoção de uma cidadania 5.0. Esta associação propõe-se trabalhar nas áreas da cidadania e do voluntariado, dos direitos humanos e da igualdade de género, do ambiente e da sustentabilidade, da saúde mental e bem-estar e da identidade europeia, “áreas que interessam aos jovens e onde se tem revelado a necessidade da criação de ações concretas que lhes deem uma resposta”.

Para Cátia Camisão, “a HD é um catalisador para a cidadania e a mudança social e para construção de uma sociedade mais participativa, respeitadora e democrática. Através de estratégias e metodologias criativas que envolvam efetivamente a juventude portuguesa, vamos promover e incentivar a uma efetiva, eficaz e eficiente participação dos jovens na vida em sociedade.”

“Queremos ajudar a construir futuros plurais, assentes na defesa dos valores da liberdade, do respeito e da justiça social, onde os jovens possam crescer e desenvolver-se alicerçados na responsabilidade e na consciência, no respeito e na tolerância de todos e por todos”, remata a arouquense que assume agora a liderança deste projeto.