Segundo informação avançada pelo Expresso, o estúdio de arquitetura liderado por Samuel Gonçalves, jovem arquiteto de 32 anos, natural de Arouca, foi distinguido por uma revista de design e arquitetura entre milhares de candidaturas. O arquiteto venceu o ‘Dezeen Awards’, na categoria ‘Arquiteto Emergente do Ano 2020’. Para Samuel Gonçalves, citado pelo Expresso, esta distinção da prestigiada revista de design e arquitetura, sediada no Reino Unido, é “um reconhecimento do trabalho e mérito de toda a equipa”.

Não seria sério dizer que não temos orgulho na notoriedade que nos dão estes prémios, que são para mim um meio e não um fim de divulgar o nosso trabalho e chegar a mais pessoas”, afirmou ainda ao Expresso.

Os finalistas foram selecionados por um painel de especialistas onde se destacam nomes como Paola Antonelli, curadora do MoMA, em Nova Iorque e Sir Norman Foster, prémio Pritzker 1999.

Esta é já a segunda vez este ano que o estúdio de Samuel Gonçalves é distinguido internacionalmente. Em setembro venceu o prémio AZ Award, com um edifício modular construído em Vale de Cambra.