O Cemitério Municipal de Vale de Cambra encerra nos dias 31 de outubro e 1 de novembro, por força da pandemia, tentando controlar riscos e aglomerados de população. A Câmara Municipal tomou essa medida, devendo seguir o exemplo os restantes cemitérios de todas as freguesias do concelho.

Após auscultar o Pároco da Paróquia de Vila Chã, bem como as autoridades de saúde e de segurança, o Presidente da Câmara Municipal de Vale de Cambra deliberou encerrar o cemitério municipal nos próximos dias 31 de outubro e 1 de novembro.

Tal decisão prende-se com a preocupante situação epidemiológica que, por força da Covid-19, se vive em todo o país, não sendo o concelho de Vale de Cambra exceção.

O despacho, datado de 16 de outubro, está publicitado nos locais habituais e, nele, podem ler-se as razões que nortearam a decisão, para bem e segurança de todos.

Para além disso, considera-se que, neste momento crucial de prevenção e combate ao vírus, se deve fazer um esforço acrescido. Por fim, registe-se o facto do cemitério ser um espaço aberto, onde é impossível controlar o número de pessoas que se encontra no seu interior nem os habituais ajuntamentos.

Do mesmo modo e com os mesmos fundamentos encerrarão também nas referidas datas todos os cemitérios do município por determinação das respetivas juntas de freguesia depois de ouvidos os respetivos párocos.

O Presidente da Câmara Municipal, José Pinheiro, está certo “da compreensão e esforço de todos para que a habitual romagem ao cemitério” nesta altura do ano se faça “espaçadamente por quem o desejar tanto na semana anterior como na seguinte, sem que se perca a intenção e o significado dessa visita”.