Taxistas desesperam por condições dignas na Praça da Vila

Foto: Carlos Pinho

Numa carta datada de 27 de maio, endereçada à Presidente da Câmara Municipal de Arouca, Margarida Belém, os taxistas com licença para a Praça de Táxis de Arouca, revelam que esta não tem condições adequadas para trabalhar e pedem um solução urgente. A problemática já foi discutida na reunião de Câmara, com Margarida Belém a prometer “uma solução temporária que permita mitigar o problema sentido”.

A missiva começa por referir que a atual localização da Praça de Táxis de Arouca (junto ao museu municipal) não tem condições para que os veículos estejam aí parados, principalmente nos dias de calor. Mesmo com todas as portas abertas, ou com alguma cobertura nos vidros, com o desenrolar do dia o interior dos veículos chega a atingir a temperatura de 45º, o que torna impossível que os motoristas esperem dentro do veiculo, e mesmo cá fora, nas imediações da Praça, não existem elementos que proporcionem devidas condições para estes esperarem, até para os clientes fica impraticável entrar dentro do veículo com as devidas e merecidas condições de conforto ”, relatam os signatários.

Mas não é só com o calor pois, para estes taxistas, “até em dias de chuva o desconforto é evidente”, explicando estes que não existe nenhuma cobertura, pelo que os motoristas são obrigados a esperar dentro do veículo, com o desconforto que isso gera, sendo que os clientes ao entrar no veículo acabam por se molhar.

Os taxistas sugeriram à Presidente da Câmara a colocação de uma cobertura ao longo de todos os lugares disponibilizados na Praça, para que esta proporcione sombra nos dias de calor e resulte como abrigo para a chuva.

A concluir esta carta – que é também um abaixo-assinado, que até ao momento não teve qualquer resposta direta – estes profissionais disponibilizam-se para comparticipar nos custos inerentes à colocação da referida cobertura, pois entendem “que é urgente e de extrema necessidade”.

Foi também enviada uma missiva similar à Junta de Freguesia de Arouca.

Taxista hospitalizado por insolação

Na passada terça-feira, à reportagem do nosso jornal, os taxistas ali presentes disseram-nos que um dos seus colegas está internado, há duas semanas, no Hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira, como consequência de uma insolação adquirida naquela Praça.

Assunto debatido na reunião da Câmara

Por iniciativa do Vereador do PSD, Fernando Mendes, o assunto foi discutido na reunião do passado dia 2. O autarca, depois de lembrar que já no dia 06 de Agosto de 2019, o assunto foi levado a reunião, também por iniciativa dos Vereadores sociais-democratas, lamentou que “desde então e até agora nada foi feito encontrando-se esses profissionais e utentes na mesma situação”. Para si “as condições climatéricas e as temperaturas/exposição solar, associadas ao modo construtivo em granito, acumula temperatura, e ajuda a que esta se eleve ainda mais, tornando impossível o desenvolvimento da atividade dos profissionais, bem como o bem-estar dos utentes”, acrescentando que na altura deixaram, entre outras sugestões, a colocação de uma estrutura de sombreamento ou de proteção mesmo no inverno, ou estrutura tipo “pérgula” com cobertura vegetal, que para além destes fins permitiria embelezar o espaço.

Fernando Mendes acabou também por se referir ao abaixo-assinado feito pelos taxistas às más condições de trabalho, pedindo um ponto da situação.

Em resposta a Presidente da Câmara, Margarida Belém, referiu que “as obras de requalificação da Zona Poente, que incluem o local de paragem dos táxis, estão ainda em curso, prevendo-se a plantação no local de árvores que irão criar sombra natural. No entanto, enquanto tal não acontece, vai ordenar aos serviços que estudem uma solução temporária que permita mitigar o problema sentido”.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.