Apesar de só estar prevista a sua conclusão em março de 2021, alguns dos aprazíveis troços do percurso pedonal de clicável de Arouca já vão tendo “uso”. A apetência, sobretudo por caminhadas, faz com que muitos se aventurem pelos troços “que estão mais adiantados”, sobretudo na freguesia de Rossas. De referir que a primeira frente de obra é entre a Ribeira e a Pedra Má.

De facto, são já em número considerável aqueles que percorrem a margem direita do Arda até à mística “Pedra Má”, na confluência com a freguesia de Várzea.

A obra, que foi iniciada em novembro de 2019, está a ser executada por um consócio liderado pela empresa arouquense Carlos Pinho, Lda.

O investimento de 1 milhão e 800 mil euros é comparticipado em 85 por cento por fundos comunitários ao abrigo do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, e tem como objetivo potenciar novos formatos de deslocação mais sustentáveis entre a sede do concelho e as freguesias de Tropeço, Rossas, Várzea, Urrô e Santa Eulália.