Mosteiro de Arouca serve de cenário a longa-metragem sobre a inquisição

Luís Ismael numa das cenas do seu último filme Bad Investigation

O Mosteiro de Arouca é um dos cenários escolhidos pelo realizador Luís Ismael, e pela produtora Lightbox, para a realização de uma longa-metragem cuja designação será, simplesmente, «1618». Trata-se de um drama histórico sobre a inquisição na cidade do Porto.

As filmagens no Mosteiro de Arouca decorrem ao longo três dias, a partir de 15 de setembro. Os seus espaços servirão de cenário a um tribunal eclesiástico. A equipa da Lightbox regressa depois a Arouca, a 2 de novembro, para filmar na Serra da Freita.

Para além de Arouca, onde serão utilizados figurantes locais, a produção escolheu também outros mosteiros como o de Tibiães e de Pombeiros, sendo que as diferentes cenas serão também rodadas na cidade do Porto, Leça do Balio, Sortelha, Santa Maria da Feira, Chaves e Ponte de Lima.

Entre outros apoios esta produção contará com o da Comunidade Judaica do Porto.

Luís Ismael é cineasta, empresário e ator, conhecido pelo seu trabalho na trilogia Balas e Bolinhos. Bad Investigation foi o última longa-metragem por si realizada.

De referir que Lightbox é uma produtora audiovisual especializada em Cinema, Publicidade e Corporativos, que tem a sua Sede no Porto.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.