Degradação da Central de Camionagem discutida em reunião de Câmara

As degradações das condições de utilização da Central de Camionagem, na vila de Arouca, foram analisadas na reunião da Câmara do passado dia 20, por iniciativa do Vereador do PSD, Vítor Carvalho. O Vice-Presidente da Câmara, António Tavares, que presidiu à reunião, prometeu a requalificação do espaço.

O autarca do PSD começou por referir que a 16 de janeiro de 2018, naquele mesmo espaço, fez uma intervenção, que citou, onde já defendia que “seria importante que a autarquia procedesse a uma requalificação/obras de remodelação do interior da Central de Camionagem, uma vez que esta apresenta sinais de degradação e de necessidade de melhoria dos aspetos estéticos (paredes/wc…).”. Vítor Carvalho lembrou também a resposta da Sr.ª Presidente que assinalava que “a Central de Camionagem foi requalificada recentemente, altura em que se resolveram os problemas estruturais de que o edifício padecia”.

Para o Vereador social-democrata volvido um ano e meio, continua-se a verificar “que de facto este equipamento parece esquecido por parte da autarquia. Isto porque a falta de higiene do local nos seus espaços públicos, o mau estado de conservação e a carência de condições para espera são de facto inaceitáveis num concelho que se pauta por se enquadrar nas rotas turísticas nacionais. Muitos forasteiros acedem a Arouca por autocarro e o primeiro cartão-de-visita que se apresenta é este”.

Vítor Carvalho adiantou ainda, segundo continua a registar a respetiva ata, que “para além disso para quem chega de noite a escuridão é total ao ponto das pessoas não verem por onde andam. Outro problema é o horário de funcionamento das instalações sanitárias. Como podem chegar pessoas que, por exemplo, vindo Porto trazem duas horas de viagem e não têm um local para fazer as suas necessidades fisiológicas”, deixando também nota do parque exterior “em fracas condições, piso e impacto das árvores, bem como postes de iluminação com fios elétricos expostos, pondo em risco, nomeadamente crianças que por ali passam”.

Para si “é imperativo tomarem-se medidas o quanto antes para dar a devida dignidade a este equipamento”. Esta intervenção foi suportada com a apresentação de algumas fotos.

Face a esta intervenção o Vice-Presidente da Câmara, António Tavares, referiu que “está em análise uma reutilização e reorganização daquele espaço para o afetar a novas funcionalidades, estando também em estudo uma intervenção para requalificar o espaço exterior do edifício”

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.