Sandra Melo, vereadora eleita pelo CDS na lista da coligação candidata à Câmara Municipal de Arouca, renunciou ao cargo, no passado dia 7 de março. De acordo com a informação da Concelhia, a renúncia da vereadora, que foi indicada na lista da coligação CDS/PSD nas últimas eleições Autárquicas, resultou de uma decisão concertada e acordada previamente com a estrutura dirigida por Pedro Vieira. “O CDS expressa o seu agradecimento à Doutora Sandra Melo pela sua disponibilidade, não só em integrar a lista da coligação à Câmara Municipal de Arouca nas últimas eleições autárquicas, mas também pelo seu desempenho exemplar nas funções de vereadora, sempre pautada por elevados padrões cívicos e políticos”.

O empenho e o esforço que sempre dedicou no exercício de tais funções, são reveladores da sua entrega genuína e do seu sentido de responsabilidade e compromisso na defesa dos interesses comuns dos arouquenses, e que muito nos honrou”, adiantou o Presidente da Concelhia do CDS, acrescentando que a agora ex-vereadora, “deixa uma marca de rigor e seriedade, mas também de entrega e de diligência na procura de soluções para os problemas do concelho, respeitando sempre as pessoas e as regras democráticas”.

A Concelhia do CDS refere, ainda, que continuará a contar com a Doutora Sandra Melo e com os seus “inestimáveis contributos, na defesa dos interesses de Arouca e dos arouquenses”, anunciando que Pedro Vieira, presidente da concelhia do CDS, assumirá o cargo de vereador no executivo municipal.

A Doutora Sandra Melo afirmou ao DISCURSO DIRECTO que “gostava de agradecer a oportunidade que me foi concedida pelos arouquenses e a quem tentei devolver, com seriedade e isenção, o voto de confiança”. Afirmou também que por vezes, este cargo foi exercido em circunstâncias pessoais e profissionais extremamente complexas, mas sempre considerou que era a sua obrigação honrar o voto dos arouquenses e a confiança do partido. “Essa convicção mantém-se, pelo que esta foi uma decisão muito difícil. Contudo, ao aceitar este novo desafio profissional em funções de direção, que exige dedicação exclusiva e que é incompatível com o exercício responsável e sério no cargo de vereadora, ganho também mais disponibilidade familiar. Esta é, essencialmente, uma opção pessoal muito ponderada e que só foi possível tomar, pelo facto de ter plena confiança no meu sucessor e amigo, Pedro Vieira para continuar a honrar esse voto de confiança que os arouquenses nos deram. Espero que os arouquenses compreendam esta escolha, que não foi fácil, e aproveito para deixar uma palavra de apoio e entusiasmo aos colegas de partido e aos amigos (das várias cores) que tive a oportunidade de conhecer ao longo deste percurso. Aos arouquenses, despeço-me com uma gratidão indescritível: foi uma grande honra!”