Tomada de posse na Misericórdia de Arouca | Vítor Brandão: Sinto-me “muito honrado pelo patamar de desenvolvimento que a Santa Casa alcançou”.

Fotos: Carlos Pinho

Os recém eleitos corpos sociais da Santa Casa da Misericórdia de Arouca tomaram posse no passado sábado, dia 11. A cerimónia teve lugar na sala de reuniões da instituição e serviu para o reeleito provedor, Vítor Brandão, reafirmar um conjunto de princípios que tem norteado a sua ação.

O ato de tomada de posse foi presidido por Fernando Peres, dadas as limitações físicas do anterior Presidente da Mesa, Padre Américo Vilar, que também se encontrava presente.

Depois de saudar os novos eleitos e também aqueles que até àquela data fizeram parte dos diferentes órgãos e que não iriam continuar, com especial relevância para o Padre Américo Vilar, “a quem a Santa Casa muito deve”, Vítor Brandão disse que se sentia “muito honrado pelo patamar de desenvolvimento que a Santa Casa alcançou”. Consciente dos desafios reforçou a ideia de que “as dificuldades não têm a ver com o serviço que prestamos, nem com os segredos de gestão, mas com aqueles que criam areia na engrenagem”. Mostrando-se convencido “que todos juntos vamos fazer da Santa Casa uma instituição cada vez maior”, terminou com um agradecimento aos dirigentes pelo seu empenho, convicto que estes sairão mais prestigiados sobretudo pela força do seu trabalho.

O novo Presidente da Mesa, Fernando Peres, começou a sua breve intervenção com uma mensagem de apreço ao Padre Américo Vilar, “com quem muito aprendeu”, desejando-lhe muitos anos de vida e que continue “a dar o seu contributo à Misericórdia”. Deixou um cumprimento especial aos que cessaram funções e aqueles que na altura iniciavam um novo percurso “num trabalho que é difícil e árduo”, sendo que todos podem contar consigo para continuar a afirmar aquela instituição como uma “referência no nosso concelho”.

Ainda que muito limitado o Padre Américo Vilar sentiu-se com forças para deixar algumas palavras aos dirigentes daquela instituição (hoje é ali utente), depois de oito anos enquanto Presidente da Mesa. Realce especial para Vítor Brandão “alguém que estava no lugar certo”, sobretudo porque foi capaz de imprimir uma forte dinâmica à instituição. Américo Vilar concluiu a sua breve intervenção pedindo união, paz e harmonia de forma a serem vencidas as dificuldades que surgem na vida de uma organização como características daquela que, como salientou, teve muito orgulho em servir. OPB

Os eleitos

Assembleia Geral

Presidente: Fernando Noites Peres

António Teixeira Coelho

Alberto Fontes Barbosa

Mesa Administrativa

Provedor: Vítor Fernando Gomes Brandão

António Manuel Moreira Martingo Pato

Ilídio Paulo Leão Soares Ferreira

António Teixeira de Melo

Alfredo Brandão Martins

Celso Castro Soares

Odete Silva Brandão

Conselho Fiscal

Presidente: Ana Maria Duarte Teixeira

Maria Joana Coimbra Sobrinho Simões

Floriano de Pinho Duarte (Amaral)

Tomada de posse na Misericórdia de Arouca | Vítor Brandão: Sinto-me “muito honrado pelo patamar de desenvolvimento que a Santa Casa alcançou”. Tomada de posse na Misericórdia de Arouca | Vítor Brandão: Sinto-me “muito honrado pelo patamar de desenvolvimento que a Santa Casa alcançou”.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.