JSD Arouca propõe requalificação da Biblioteca Municipal

Em comunicado enviado à imprensa, que transcrevemos na íntegra, a JSD Arouca propõe a requalificação da Biblioteca Municipal, elencando os atuais aspetos negativos e as sugestões de melhoria.

À semelhança do que já foi proposto várias vezes no passado à Câmara Municipal de Arouca, sem consideração qualquer ao que foi sugerido, pois até hoje não houve resposta, a JSD Arouca propõe que seja feita uma requalificação ao espaço usado como Biblioteca Municipal.

A biblioteca é um espaço de culto, de enriquecimento no processo de educação e formação académica, cultural, social, com maior incidência nos jovens mas sendo transversal a todas as gerações.

Da análise feita ao espaço que é usado como Biblioteca Municipal salientamos os seguintes aspectos negativos:

1- Horário da biblioteca – Abre às 10 horas e fecha às 18 durante a semana, não sendo sequer compatível com o horário das aulas, uma vez que estas começam mais cedo e acabam mais tarde. No final de semana está fechada, facto pelo qual inúmeros estudantes que regressam a Arouca se queixam, por não conseguirem encontrar um espaço para estudar;

2- Degradação do edifício – O edifício não tem isolamento térmico, uma vez que no Inverno os utilizadores queixam-se do frio extremo e no Verão de temperaturas insuportáveis que impedem o estudo. A falta de luz, sobretudo natural é também um factor muito importante a considerar. O silêncio que é condição essencial para o bom funcionamento de uma biblioteca não existe, uma vez que os materiais que constituem o chão da mesma estão já degradados, ouvindo-se os passos das pessoas por todo o edifício. Além disso, entre salas, também se ouve o barulho, bem como do exterior para o interior;

3- Capacidade do edifício – Dada a dimensão do edifício, a forma como os espaços são ocupados e as mesas disponíveis, estima-se que a capacidade máxima do edifício seja de 24 utilizadores ao mesmo tempo, partilhando mesas em grupo. Este número é insuficiente. Mais ainda, as mesas são pequenas e portanto não há espaço suficiente para colocar todo o material necessário para o estudo com qualidade;

4- Oferta da Biblioteca limitada – A oferta da biblioteca aos seus utilizadores encontra-se completamente ultrapassada, sobretudo no que diz respeito aos manuais escolares, livros técnico/científicos e ferramentas de estudo necessárias. A biblioteca encontra-se completamente desactualizada para a era que se vive nos dias de hoje, para as necessidades dos estudantes e de quaisquer utilizadores que queiram cultivar a sua formação, enriquecendo-se culturalmente.

Posto isto, a JSD Arouca propõe:

a) Intervenção de requalificação total do espaço e em todas as suas dimensões, por forma a criar um espaço com luz natural, luz artificial adequada, salas, isolamento térmico e sonoro;

b) Aumento da capacidade do espaço, equipamentos novos (mesas, cadeiras, armários) ou remodelados;

c) Alargamento do horário de funcionamento semanal da Biblioteca para 8-19 horas, abertura da biblioteca ao Sábado das 9 às 18 horas, o que será possível com uma melhor gestão dos recursos humanos que o espaço dispõe;

d) Aquisição de novos livros com informação actualizada aos dias de hoje, referentes a todos os sectores de atividade na sociedade, bem como criação de um arquivo histórico com livros existentes, que constituem parte do património histórico de Arouca, das suas escolas e dos alunos que por elas passaram;

e) Aquisição de outras ferramentas de enriquecimento cultural, filmes, jornais, revistas e criação de um espaço de convívio para que se cultive a partilha de cultura entre os utilizadores.

Com tudo isto, a JSD Arouca propõe-se a ser parte de um projecto de construção de uma biblioteca digna, capaz de oferecer a todos os arouquenses a possibilidade de ter um espaço de acesso à cultura, um espaço de estudo, um espaço de partilha e de fomento do espírito crítico e de culto intelectual, onde possam estar presentes as raízes e tradições de Arouca no mesmo espaço que a informação actualizada aos dias de hoje.”

JSD Arouca

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.