Chegou ao fim mais uma edição da Feira das Colheitas. Durante quatro dias, milhares de pessoas visitaram Arouca para, mais uma vez, viver a tradição.

A Feira das Colheitas teve início com o Concurso Nacional da Raça Arouquesa, na quinta-feira, dia 21 de setembro, seguido do desfile dos exemplares da raça autóctone pelas ruas da vila. Ao desfile de gado e entrega de prémios, seguiu-se a cerimónia de abertura da 73ª edição da Feira das Colheitas, que contou com a presença do Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, que deixou “uma palavra de esperança quanto ao futuro da agricultura e do desenvolvimento rural”, destacando algumas medidas que o Governo pretende levar a cabo nesta matéria. O primeiro dia terminou com a atuação do conhecido artista de música popular Quim Barreiros, que animou o público na Praça Brandão de Vasconcelos, enquanto o grupo Wasapet animou as ruas da vila.

O segundo dia de Feira das Colheitas, sexta-feira, 22 de setembro, começou com a ação de informação “Quer gerir melhor o seu eucaliptal?”, dinamizada pela Associação Florestal do Entre Douro e Vouga. Ainda durante a manhã, decorreu o descerramento da placa toponímica da Rua Prof. Telmo Pato, junto à Sede da Cooperativa Agrícola, onde estiveram presentes vários familiares e amigos de uma figura incontornável da agricultura e cooperativismo de Arouca. Seguiu-se depois o habitual almoço da Cooperativa Agrícola de Arouca.

Os concursos “A Melhor Broa Caseira” e “O Vinho Verde de Arouca” também estiveram em destaque no segundo dia do certame, com o objetivo de valorizar os produtos locais. A banda portuguesa HMB encerrou a noite, num concerto realizado na Praça Brandão de Vasconcelos.

No sábado, dia 23, o dia ficou marcado pelo Passeio BTT Colheitas 2017, pelas chegas de carneiros e bois junto à rotunda do agricultor, pela desfolhada e baile à moda antiga, e pelas atuações das três bandas musicais do concelho. À noite, o cantor Matias Damásio animou o público presente no Parque Milénio, terminando o dia com o espetáculo piromusical.

O quarto e último dia de Feira das Colheitas acolheu milhares de pessoas nas ruas da vila. Num dia dedicado à etnografia e ao folclore, destaque para o já habitual desfile etnográfico com carros de bois e cortejo de açafates. O espetáculo de fogo-de-artifício, no final da noite, encerrou a Feira das Colheitas 2017.

Mais desenvolvimentos na próxima edição impressa