Durante cinco dias, milhares de pessoas passaram pelo Parque da Cidade Dr. Eduardo Coelho, para participar na IV edição do Festival Gastronómico da Vitela e do Vinho Verde e na 14ª edição da Mostra Municipal. Em declarações ao Discurso Directo o presidente do Município, José Pinheiro, fez um balanço positivo do evento, que decorreu de 5 a 9 de julho.

Várias foram as atrações da IV edição do Festival Gastronómico da Vitela e do Vinho Verde. Além das habituais “barraquinhas” com os produtos e serviços dos agentes económicos da região, nomeadamente, na área da restauração, vinhos, doçaria, alojamento e artesanato; muitas foram as atividades culturais.

O evento teve início na quarta-feira, dia 5, com a atuação do conhecido artista Quim Barreiros, seguindo-se, no dia seguinte, um concerto tributo a Eric Clapton, pelos Clapton Addiction.

No dias seguintes, além de um concerto tributo aos grandes da música pop pela Sociedade Artística da Banda de Música de Vale de Cambra, realizou-se ainda, como já vem sendo hábito, o 3º Concurso Nacional de Bovinos de Raça Arouquesa, um Encontro Motard e as atuações do Grupo Etnográfico Terras de Cambra e Terra Velhinha “Fado Maroto e Coisas Giras”. O ponto alto deste festival foi a atuação de Mickael Carreira, na noite de sábado, que atraiu milhares de pessoas. O evento culminou na noite de domingo com a atuação da Escola de Dança Compassos Academia d’Artes.

O balanço de José Pinheiro, presidente da Câmara Municipal de Vale de Cambra, em declarações ao Discurso Directo

““O Festival Gastronómico e Mostra Municipal” é um evento pensado, planeado e realizado para que os nossos agentes económicos da restauração, dos vinhos, da doçaria, do gourmet, do alojamento, do artesanato, entre outros, possam promover a sua atividade económica. E também para quem nos visita tenha uma oferta de franca qualidade, para que aprecie e leve o nome do Vale Mágico cada vez mais além.

Como já tive a oportunidade de realçar, o Festival Gastronómico da Vitela e do Vinho Verde, assim como a Mostra Municipal, devem ser encarados como espaços de promoção que devem ser “agarrados” com orgulho, bairrismo e vontade de divulgar e mostrar o que de bom se faz por cá.

Nesse sentido, posso afirmar que o balanço desta edição é altamente positivo. Mantivemos o modelo de anos anteriores e melhoramos substancialmente a animação, que captou a adesão de milhares de pessoas que passaram no recinto, que visitaram Vale de Cambra e que, em suma, aderiram, entusiasticamente ao evento.

Assim sendo, só me posso dar por satisfeito uma vez que, a cada ano que passa, estou certo de que este é um investimento que vale a pena, que é uma excelente forma de promoção de Vale de Cambra e deste nosso Vale Mágico que merece ser conhecido, reconhecido e amplamente divulgado”.

Texto e fotos de Andreia Borges