A precaridade dos técnicos das piscinas municipais tem centrado, desde alguns anos a esta parte, as preocupações dos autarcas arouquenses, sem que tenha havido uma solução. O assunto voltou à reunião de Câmara do passado dia 16, pela voz do Vereador do PSD, José Luís Silva, que questionou o presidente de Câmara sobre a “possibilidade legal de contratar definitivamente os técnicos que têm prestado serviço nas piscinas municipais a recibos verdes, alguns há muitos anos ininterruptamente”.

Tal como regista a respetiva ata, Artur Neves esclareceu que “no quadro de pessoal aprovado recentemente foram previstos mais um lugar de técnico superior de desporto e dois lugares de nadador-salvador, esperando prover esses lugares no decurso do corrente ano”, adiantando também que “os técnicos que prestam serviço nos complexos desportivos têm vindo a ser contratados após a realização de concurso público, por se entender ser essa a melhor forma de manter em funcionamento aqueles equipamentos”.